Africa Basquetebol

13 agosto 2013

ANGOLA : Federação cria boas condições

A direcção da Federação Angolana de Basquetebol enviou dois emissários à capital costa-marfinense, palco da fase final da 27ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova a decorrer de 20 a 31 do mês em curso, a fim de criar todas as condições para a Selecção Nacional que ontem encerrou o estágio pré-competitivo que efectuava em Pinto, arredores de Madrid. Trata-se de Brandão Júnior e Júlio Paiva, vice-presidente da Federação Angolana de Basquetebol e presidente da Associação Provincial de Basquetebol de Benguela.
Os dois emissários já se encontram em Espanha, de onde partem para a Costa do Marfim, para aferir as condições reservadas pelo Comité Organizador da edição número 27 do Afrobasket, a todas as delegações participantes do evento. Para se acautelar de qualquer imprevisto, Paulo Alexandre Madeira, presidente da Federação Angolana de Basquetebol, e os seus colaboradores decidiram jogar na antecipação, enviando dois emissários para o palco da competição que já começou a ganhar “vida” com o aproximar da data da disputa da fase final da aludida prova.
Entretanto, no capítulo desportivo, a Selecção Nacional terminou ontem o seu estágio pré-competitivo que efectuava em Madrid, com um saldo positivo.
À entrada da última jornada do torneio internacional em que defrontou a Universidade do Portland, depois de ter jogado com a selecção da Venezuela e com a Universidade da Carolina do Norte, os decacampeões africanos somavam já nove vitórias, em igual número de jogos disputados. Os próximos quatro dias vão ser decisivos para o seleccionador Nacional, Paulo Macedo, que deve escolher os doze atletas que vão ter a espinhosa missão de resgatar o título africano perdido em 2011, em Antananarivo, a favor do seleccionado da Tunísia.
Divaldo Mbunga, Edmir Lucas, Roberto Fortes ou Hermenegildo Santos devem ser os prováveis dispensados. Carlos Almeida, Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Armando Costa, Milton Barros, Reggie Moore, Feleizardo Ambrósio “Miller”, Joaquim Gomes “Kikas”, Valdelício Joaquim, Eduardo Mingas, Leonel Paulo, Hermenegildo Santos ou Roberto Fortes, vão ser os embaixadores de Angola à 27ª edição do Campeonato Africano das Nações da “bola ao cesto”. A comitiva deixa Madrid este domingo, ao contrário de sábado, como estava inicialmente previsto, com destino à Costa do Marfim.

Afrobasket/2013  -  Tunísia define objectivos
O seleccionador da Tunísia, Adel Tlatli, apontou como prioridade no Campeonato Africano das Nações da Costa do Marfim, prova a decorrer de 20 a 31 do mês em curso, a qualificação para o Campeonato do Mundo, competição a disputar-se em 2014, em Espanha. Em entrevista ao site do órgão que supervisiona a modalidade a nível do continente africano, no caso, a Fiba-Afrique, o técnico tunisino que deu o primeiro título africano ao seu país, assegurou que o primeiro objectivo passa pela qualificação para o Campeonato do Mundo de Espanha.
Adel Tlatli alertou que não vão fazer da revalidação do Afrobasket como uma obsessão, porque no seu entender, se a selecção da Tunísia jogar sem pressão o segundo título africano pode “cair” para o seu país com toda naturalidade. Apesar de Radhouane Slimane e Salah Mejri, duas das importantes unidades da selecção da Tunísia, não terem respondido ainda à convocatória, Adel Tlatli acredita na qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014.                 
M.C

Preparação - Campeãs africanas treinam em Espanha
A Selecção Nacional sénior feminino de basquetebol realiza hoje, em Madrid, a sua primeira sessão de treinos, no âmbito da preparação com vista a fase final do Campeonato Africano das Nações, prova a decorrer de 20 29 de Setembro próximo, em Maputo, depois de ter deixado ontem Luanda.
Em terras espanholas, as actuais campeãs africanas vão permanecer por um período de um mês e meio, antes de regressar ao país, para posteriormente rumarem para a capital moçambicana, palco da fase final do Campeonato Africano das Nações. À semelhança do masculino, a Selecção Nacional, orientada tecnicamente pelo Aníbal Moreira, vai realizar também dez jogos de controlo, partidas que vão servir para o seleccionador nacional aferir o potencial do “cinco” Nacional que vai à busca do segundo troféu continental.

Na eventualidade das campeãs africanas cumprirem com o programa de preparação, relativamente aos jogos de controlo, as comandadas de Aníbal Moreira podem disputar o Campeonato Africano das Nações com catorze amistosos, depois dos quatro realizados em Angola. Trabalham em Espanha as seguintes atletas: Catarina Camufal, Mereciana Fernandes, Astride Vicente, Nguendula Filipe, Nadir Manuel, Sónia Guadalupe, Fineza Eusébio, Nacissela Maurício, Ana Gonçalves, Luísa Tomás, Clarisse Mpaka, Whitney Miguel e Artemies Afonso. As angolanas estão inseridas no Grupo B, ao lado das selecções de Cabo Verde, Mali, Camarões, Quénia e Nigéria.     
M.C

2 Comments:

  • A atleta chama-se Artémis Afonso.

    By Anonymous Anónimo, at 14/8/13 11:39  

  • pelo visto a selecçao angolana esta bem afinado o trenador fez uma boa escolha com os melhores jogadores. seremos campeos força angola

    By Blogger Yuri Dominique, at 18/8/13 11:12  

Enviar um comentário

<< Home