Africa Basquetebol

22 Outubro 2014

MOÇAMBIQUE : TORNEIO DE ABERTURA DE BASQUETEBOL: “Águias” somam e seguem

O DESPORTIVO soma e segue no Torneio de Abertura de Basquetebol da Cidade de Maputo. No fim-de-semana, os “alvi-negros” saíram-se bem na dupla jornada, vencendo o Costa do Sol e o Aeroporto.
Em partida mais esperada da quarta jornada do certame, as “águias” derrotaram os “canarinhos”, por 69-60. No sábado, já para a quinta ronda, o Desportivo bateu o Aeroporto por esclarecedores 78-42.
Os “alvi-negros” passaram a somar 10 pontos e continuam isolados no comando da prova. Noutras partidas, o Ferroviário venceu a Universidade Pedagógica, na sexta-feira, por 61-37. No sábado, o Maxaquene derrotou a Universidade Pedagógica, por 80-52. E o Ferroviário bateu o Costa do Sol, por 87-62.
Em femininos, rodou a quarta ronda que forneceu os seguintes resultados: Ferroviário-UP (31-28), na sexta-feira. No sábado o Desportivo perdeu com A Politécnica, por 27-62, e o Ferroviário venceu o Costa do Sol, por 43-31.
Em ambos os sexos, a prova decorre no sistema clássico de todos-contra-todos em duas voltas.

ANGOLA : Recreativo do Libolo "perde" Braúlio e Francisco Machado



Clubes chumbaram o modelo de competição do Campeonato Nacional apresentado pela área técnica da Federação angolana da modalidade
Fotografia: Paulo Mulaza
A menos de três semanas da abertura da época desportiva 2014/2015, a onda de lesões continuam a afectar a formação do Recreativo do Libolo. Trata-se de Braúlio Morais, base, e do poste Francisco Machado, este último contratado recentemente pela equipa campeã nacional em título, depois de ter sido dispensado do 1º de Agosto.
Os atletas encontram-se nesta altura em Lisboa, onde foram submetidos a uma intervenção cirúrgica, ambos no joelho esquerdo, segundo apurou o Jornal dos Desportos de fonte do clube da vila de Calulo.
De acordo ainda com a nossa fonte, Braúlio Morais e Francisco Machado podem falhar a disputa da Supertaça Wlademiro Romero, competição marcada para o dia 10 de Novembro próximo, na província de Malanje, onde a formação do Recreativo do Libolo vai jogar com o Atlético Petróleos de Luanda.
O lesionados são quatro no total, mas os internacionais Olímpio Cipriano, em Lisboa, e Carlos Morais, nos Estados Unidos da América, recuperam satisfatoriamente das mazelas.
Entretanto, a onda de lesões forçou a equipa do Recreativo do Libolo a falhar a disputa da VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha, prova ganha pelo Clube Central das Forças Armadas Angolanas.
Apesar destas contrariedades, o técnico Norberto Alves continua a traçar as estratégias visando a disputa da Supertaça Wlademiro Romero.
Com duas Taças de Angola conquistadas, ainda sob liderança do técnico Raul Duarte, o Recreativo do Libolo vai em busca do seu terceiro ceptro.
Arrebatar a Taça dos Clubes Campeões Africanos da "bola ao cesto" constitui uma das apostas do técnico Norberto Alves, que cumpre o seu segundo ano de contrato com o grémio de Calulo.Na época transacta, os libolenses ocuparam o terceiro lugar, posição que o técnico quer superar este ano.
"Apesar destas contrariedades todos estamos conscientes das nossas responsabilidades. Este ano tudo faremos para conquistar a Taça dos Clubes Campeões Africanos", asseverou o técnico. Depois de ter conquistado o Campeonato Nacional, a formação do Libolo virou as suas baterias para a competição africana, razão pela qual, assegurou as contratações dos postes Valdelício Joaquim, ex-Atlético Petróleos de Luanda, e Francisco Machado, ex-1º de Agosto, paraalém do base Milton Barros, ex-Grupo Desportivo Interclube.

NACIONAL
Artur Barros apela ao cumprimento das leis

O antigo seleccionador nacional de basquetebol em seniores masculinos, Artur Casimiro Barros, apelou ao cumprimento escrupuloso dos vários diplomas que vão reger a disputa da XXXVII edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto", prova que começa na segunda quinzena de Novembro próximo.
Para o actual vogal de direcção do Atlético Petróleos de Luanda para o basquetebol, mais do que estabelecer regras é imperioso que o organismo que tutela a modalidade seja rigoroso ao fazer cumprir os diferentes diplomas.
Cada plantel para a época desportiva 2014/2015 vai inscrever apenas 16 jogadores, sendo seis sub-20 e dois sub-18, de acordo com o Regulamento Geral da competição. O artigo seis do regulamento da prova, diz que em cada partida a equipa tem a obrigatoriedade de ter inscritos no respectivo boletim de jogo um total de 12 jogadores, sendo dez de nacionalidade angolana.
As equipas participantes no Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos são obrigadas doravante a ter escalões de formação.
"A medida é bem-vinda. Agora resta saber até que ponto as equipas vão cumprir. Felizmente, o Atlético Petróleos de Luanda há muito que tem apostado nos escalões de formação. Mais, a obrigatoriedade de ter jogadores jovens no plantel principal devia ser do próprio clube e não irem buscar a outras agremiações", disse Artur Casimiro Barros.
O técnico campeão de 2007 também se mostrou favorável quanto ao regresso dos "play-offs".
"Na fase regular o sistema seria todos contra todos a duas volta, passando para a fase seguinte as oito primeiras classificadas . Na segunda fase disputar-se-iam mais duas voltas no sistema de todos contra todos e as quatro primeiras disputavam os "play-offs"", defendeu Artur Casimiro Barros.                         
M.C

20 Outubro 2014

ANGOLA : Raul Duarte saúda regresso dos play-off

 
Clubes chumbaram o modelo de competição do Campeonato Nacional apresentado pela área técnica da Federação angolana da modalidade
Fotografia: Jornal dos Desportos
O técnico  da Universidade Lusíada, Raul Duarte, aplaudiu a decisão da área técnica da Federação Angolana de Basquetebol em incorporar o modelo dos play-offs na XXXVII edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores, para a época desportiva 2014/2015, competição que arranca na segunda quinzena do mês Novembro. O antigo seleccionador nacional sénior feminino, teceu estas considerações na primeira quinzena do mês em curso, aquando da realização da reunião técnica que serviu para os clubes e a FAB analisarem os mais variados “diplomas” que vão regulamentar a edição 37 do Campeonato Nacional da “bola ao cesto”.

Para o também presidente da Associação Nacional do Treinadores de Basquetebol de Angola, mais do que aumentar o número de jogos para as equipas que disputam o Campeonato Nacional , é imperioso melhorar-se a qualidade do treino, para que possam aparecer jogadores bem dotados técnicamente.“Daquilo que nós estivemos a conversar,  compreendo a preocupação da Federação em relação ao volume de jogos para a época desportiva. Mas também gostava  que a FAB compreendesse realmente, o que faz  que haja diferenças no nosso basquetebol e saibamos já,  quais são os clubes que vão estar em determinadas fases da competição e a diferença orçamental que existe entre os clubes, portanto é um facto. Há clubes abaixo do quinto, sexto lugares e por aí  adiante que não têm condições financeiras para contratar o 15º, 16º dos principais clubes”.

Em face destes desiquilibrios orçamentais, urge a necessidade de se encontrar um equilíbrio entre o treino e a competição, relativamente ao volume de jogos.“Daí a necessidade de se adquar aquilo que é o equilíbrio entre o treino e a competição, portanto,  volume de jogos. Creio que também a Federação deu um passo importante em rever alguns aspectos, como por exemplo a final da Taça de Agola, que passa a ser disputada numa final única, ao contrário do modelo anterior que era a melhor de três. Outra grande decisão, prende-se com facto de incorporarem o play-offs na fase final do Campeonato Nacional entre os quatro primeiros. Agora tem de se arranjar uma forma, depois da fase regular, isto é, na fase intermédia que permita este aumento de números de jogos, que constitui a preocuapção da FAB”, disse.

Apesar de aparentemente haver um certo equilíbrio nos últimos anos, este “equilíbrio” não foi acompanhado com a evolução técnica dos jogadores.“A ideia com que fico dos últimos anos, é que na verdade houve um equilíbrio aparente entre as equipas. Mas não houve evolução técnica dos jogadores, porque estes atletas que jogam na sexta, sétima, oitava, nona e décima equipas, não têm demonstrado a evolução técnica e táctica que lhes permitem jogar nos principais clubes”.Conforme  ainda o técnico Raul Duarte, que este ano vai conduzir os destinos da Universidade Lusíada, o treino tem de evoluir.

“Tem de haver uma relação com o treino. O treino tem de evoluir e só há essa evolução, se nós treinadores formos à busca do conhecimento, mas também simultaneamente,  haver condições para que nós efectivemente possamos realizar o nosso trabalho, refiro-me a um bom campo, bolas, equipamentos, com possibilidade de fazer musculação e trabalhar três a quatro horas por dia”.Raul Duarte  afirmou ainda que existe uma série de questões que têm de ser avaliadas pela Federação e o seus órgãos especializados, que vão ter de conduzir a evolução dos jogadores.Para o técnico não é apenas o número de jogos que permite a evolução dos jogadores.

“Não é somente o número de jogos que vai conduzir a esta evolução, porque o defíce é tão grande nos escalões inferiores, que  depois têm muitas dificuldades quando chegarem ao escalão de seniores. Os órgãos especializados da Federação têm de trabalhar para que haja efectivamente evolução que pretendemos, quer em realção os aspectos da técnica individual, defensiva e ofensiva, quer aos aspectos ligados a táctica e da preparação física dos jogadores  que é outro aspecto, que nós esquecemos, que depois vai conduzir a que os jogadores se cansem menos e que melhorem a sua eficácia no tiro quer de dois como de três pontos”.

Reacção
Técnicos consideram desajustado o actual modelo


O actual modelo de disputa do Campeonato Nacional da “bola ao cesto” foi considerado desajustado pelos treinadores, que solicitaram à área técnica da Federação Angolana de Basquetebol  fazer algumas alterações com  vista  à época desportiva 2014/2015.Se por um lado, o actual modelo permite que as equipas envolvidas na competição realizem o maior número de jogos possíveis, por outro, reduz  drasticamente a carga de treinos, em face do calendário que acaba por ser muito desgastante.
“E nós algumas vezes só pensamos na quantidade e não na qualidade. E um dos aspectos evocados na reunião, esteve relaccionado com o facto de se marcarem sucessivos jogos durante a semana e no último ano, inclusive, com deslocações e muitas vezes de autocarro para Benguela para se jogar na sexta-feira e no sábado, para na segunda-feira voltar a jogar. Creio que isto, não é salutar de maniera alguma para a saúde dos jogadores, daí, termos apresentado algumas propostas  para passarmos a variar, ou seja, numa semana fazermos dois jogos e na semana seguinte fazer apenas um jogo”.Norberto Alves, técnico principal do Recreativo do Libolo, partilhou o pensamento de Raul Duarte.“Temos de encontar aqui um certo equlíbrio, porque, só desta maneira vamos melhorar a  competição interna e consequentemente quem sai a ganhar para além dos clubes, são as selecções de Angola”.     

Torneio - Macedo sugere aumento de equipas
O técnico da equipa sénior masculina do 1º de Agosto, Paulo Macedo, sugeriu a inclusão de pelo menos duas equipas estrangeiras no Torneio Internacional  Victorino Cunha em basquetebol, cuja sexta edição terminou sexta-feira, em Luanda, com a consagração da equipa militar.Falando à imprensa, no final do jogo diante da formação do SGA University dos Estados Unidos em que a sua equipa foi derrotada por 105-103, explicou  com duas equipas estrangeiras pode ajudar a avaliar o estado do basquetebol nacional e aumentar a competitividade.
“Hoje (sexta-feira) jogamos a um bom nível, apesar da derrota, porque o adversário nos obrigou, é uma grande equipa e prestigiou o torneio.Espero que na próxima edição aumentem o número de convidados internacionais, para podermos avaliar o nosso basquetebol”, salientou.Disse que a sua equipa esteve bem na prova, mas ressentiu-se do facto de ter apenas uma semana de treinos.O 1º de Agosto, apesar da derrota na última ronda, conquistou o troféu que visa homenagear o antigo técnico da agremiação e da selecção nacional Victorino Cunha.

19 Outubro 2014

ANGOLA : Heja Sport Clube consolida liderança no inter-provincial

Lubango - A formação do Heja Sport Clube do Lubango consolidou sábado, nesta cidade, a liderança do campeonato inter-provincial de basquetebol em sénior masculino, com quatro pontos, ao bater o Desportivo do Tchioco por 92-70, em partida da segunda jornada do campeonato inter-provincial entre a Huíla e o Namibe.

 O torneio é organizado pela Associação Provincial da Huíla de basquetebol e decorre nas duas províncias, visando o incentivo da juventude a prática do basquetebol na região sul do país.
O Desportivo do Tchioco ocupa o segundo lugar da tabela classificativa com três pontos, seguido do Clube de Amigos do Namibe, vencedor do Misto do Namibe por 49-43, em jogo disputado no Namibe.
O Misto do Namibe tem apenas dois pontos.
A terceira jornada será disputada sábado próximo na província do Namibe e compreenderá o seguinte emparceiramento: Clube de Amigos do Namibe – Desportivo do Tchioco e Misto do Namibe – Heja Sport Clube.
O campeonato inter-provincial da modalidade disputa-se no sistema todos contra todos a duas voltas.
 

17 Outubro 2014

MOÇAMBIQUE : TORNEIO DE ABERTURA DE BASQUETEBOL: Desportivo em mais um “clássico”

DEPOIS da vitória sobre o Maxaquene na última ronda, no duelo de vizinhos, o Desportivo tem pela frente, esta noite, o Costa do Sol, em mais um “clássico” do Torneio de Abertura de Basquetebol da Cidade de Maputo.
Galvanizados pela vitória sobre o vizinho e rival de longa data, os “alvi-negros” surgem favoritos no embate diante da aguerrida equipa do Costa do Sol, numa partida que inicia às 20.00 horas no pavilhão das “águias”, sendo aguardada com enorme expectativa.
Ainda esta noite, à mesma hora, o Ferroviário recebe a Universidade Pedagógica, uma equipa bastante batalhadora e que já mostrou “músculo” para derrotar qualquer oponente na prova.
Amanhã, o Costa do Sol volta a entrar em acção, para medir forças com A Politécnica, uma partida que tem início marcado para as 16.30 horas no terreno dos “politécnicos”. À mesma hora, o Maxaquene bate-se com a Universidade Pedagógica no seu pavilhão.
O Desportivo defronta o Aeroporto e o Ferroviário enfrenta o Costa do Sol, às 17.50 horas.
Em femininos, o Ferroviário mede forças com a Universidade Pedagógica esta noite (18.30 horas) e o Desportivo bate-se com A Politécnica.
Amanhã teremos o “clássico” entre o Ferroviário e o Costa do Sol, às 16.20 horas.

ANGOLA : Interclube "adormece" e perde para norte-americanos


Interclube (de azul) perde no torneio Victorino Cunha
Foto: Henri Celso

Os " policiais " que na véspera haviam perdido para o 1º de Agosto, por 66-68, onde o resultado foi encontrado apenas nos três últimos segundo, hoje, voltaram a baquear, apesar da boa exibição ante aos americanos.

O primeiro período foi vencido pelos angolanos por dois pontos, 19-17, fruto de uma postura mais perspicaz e concretizadora.

No segundo quarto o Interclube foi mais "atrevido" e conseguiu  fugir ainda mais no marcador, embora tenha tido a possibilidade de vencer por muito mais e saiu para o intervalo com a vantagem de 42-37.
A defesa angolana encontrava muitas dificuldades para travar o adversário que apostou no jogo exterior,   e rapidez na transição defesa – ataque, mais ainda assim foi a equipa da polícia nacional que triunfou 58-54.
Os universitários apareceram transfigurados no momento crucial do jogo ao ameaçarem constantemente o Interclube na aproximação do placar sempre por um ou dois pontos e quando faltavam dois minutos para o fim, a equipa que dá cariz internacional a prova, elevou para cinco a diferença pontual.
Com receio de errar as duas equipas, tornaram -se mais faltosas o que trouxe a sucessivas paragens, que acabaram por beneficiar a equipa que veio dos EUA que por 82-78.

Pavilhão principal da Cidadela

Marcha do marcador:

1 período: 19-17

2 período: 42-37

3 período: 58-54

4 período: 78:82

Equipas:

Interclube: Francisco Horacio( 9 pts),Osvaldo Vieira(9Pts)Romenig Samba(00pts),Paulo Barros( 17pts),Jorge Tati( 00pts),Abdel Gomes( 00pts),Kevin Foster( 9 pts), Jose António( 2 pts),Quintrell Thomas( 24pts) Eric Norman ( 00) ,Fidel Cabita ( 2 pts)  Emanuel Antonio ( 3pts).
Treinador: Alberto Babo

SAG University : Josh Swearingin( 3 pts), Jason Gentry ( 3 pts),Micah Gentry(00 pts),Adoyi Adoyi(13 pts)  Andrew Erskine(00 pts),Steve Briggs(18 pts) Caleb Gentry (10 pts), Tyrone Banks( 12 pts) ,Adam Martinez (00 pts) Tyler Guidry ( 8 pts), Jonathan Walter( 5 pts) Caleb Feemster( 5 pts)
Treinador: Domnik Bostweek

16 Outubro 2014

ANGOLA : 1º de Agosto sofre para triunfar diante do Interclube

Luanda - A equipa do 1º de Agosto venceu dificilmente o Interclube, por 68-66, na principal partida da terceira jornada do torneio internacional Victorino Cunha, disputada hoje, quarta-feira, no pavilhão principal da Cidadela, em Luanda.

O vencedor foi encontrado apenas nos três últimos segundos, numa partida cheia de emoção e momentos frenéticos de bom basquetebol.
Foi o 1º de Agosto quem teve a iniciativa de jogo, ao mostrar o seu favoritismo já nos momentos primeiros minutos. Oito pontos eram o que separava as duas equipas no final do primeiro quarto, 25-17.
No segundo turno, os " polícias" apareceram transfigurados e conseguiram recuperar, chegando mesmo passaram na frente do marcador, quando venciam por 27-25. Neste período, pelo Inter os jogadores Jorge Tati e Francisco Horácio.
Mas o 1º de Agosto chegou ao intervalo da contenda a vencer, por 31-29, fruto de ataques rápidos e bem concretizados.
A etapa complementar foi marcada por muito equilíbrio, embora a equipa “militar”, controlava melhor a sua zona defensiva e acertavam mais pontos, sendo que o terceiro período acabou com vantagem do 1º de Agosto, por 45-49.
A entrada do último quarto não estava nada definido, sobre o eventual vencedor da partida, o jogo bastante equilibrado, com a equipa do 1º de Agosto a ter muita dificuldade para fugir no marcador.
O Interclube produzia ataques rápidos sempre na expectativa de passar para frente do marcador o que veio acontecer e ficar muito próximo do triunfo.
Para espelhar o equilíbrio da partida, o marcador ficou empatado por cinco vezes 27-27,31-31,35-35,60-60,66-66, respectivamente, mas o 1º de Agosto veio a triunfar nos detalhes, já nos derradeiros segundos.
Equipas :
1 de Agosto: Edson Ndoniema (2 pts), Armando Costa (7pts), Francisco Sousa (1pts), Reggie Moore (19 pts), Felizardo Ambrósio (2 pts), Joaquim Gomes (00 pts), Mutu Fonseca ( 4 pts), Edmir Lucas (12 pts), Hermenegildo Santos (1 0pts), Islando Manuel  (00) e Mohamed Cissé( 3 pts).
Treinador: Paulo Macedo
Interclube: Francisco Horácio (3 pts), Osvaldo Vieira (00), Romenig Samba (6 pts), Paulo Barros (2 pts), Jorge Tati (5 pts), Abdel Gomes (2 pts), Kevin Foster (14 pts), André Miguel (4 pts), Quintrell Thomas (21 pts), Eric Norman (00), Adilson Ramos (4 pts) e Emanuel António (5 pts).
Treinador: Alberto Babo

15 Outubro 2014

ANGOLA : 1º de Agosto triunfa diante do Petro em noite de emoções

Emoção e muita capacidade de sofrimento, estiveram em evidência, no jogo em que a equipa sénior masculina de basquetebol do 1º de Agosto venceu o Petro de Luanda, por 81-77, em partida da primeira jornada da sexta edição do torneio Victorino Cunha.

A partida, que é o clássico do basquetebol nacional, levou ao pavilhão principal da Cidadela os amantes da modalidade e adeptos curiosos em saber o que de novo as equipas trazem para a presente temporada, que arranca em Novembro.
Diante de um Petro semi-renovado, com alguns rostos novos, vindos da equipa de juvenis e juniores, como Valdir Manuel e Gerson Gonçalves, e ainda os regressados Leonel Paulo e Miguel Kiala, que não terminaram a temporada passada por lesão, enquanto que o 1º de Agosto fechado a sete chaves, apresentou apenas um reforço, o base Francisco Sousa, que é proveniente do Recreativo do Libolo, campeão nacional.

No quarto inicial, foram os “militares" quem mandaram no placar sem cerimónias, ao marcar tudo que havia à concretizar, com particular realce para o poste Felizardo Ambrósio, bastante crucial no jogo por baixo das tabelas, em que o 1 de Agosto saiu a vencer por 24-13.

A equipa do “Rio seco” voltou a mostrar a sua determinação e mais eficaz nas penetrações e na conquista das faltas, foi dilatando o scoor, diante do seu público e chegando para o intervalo com a larga vantagem de 40-27, ao passo que na formação contrária havia alguma frieza do técnico Adingono, que fazia variais alterações constantes na quadra entre a veterania e a juventude.

Na etapa complementar, os" tricolores " reagiram com alguma sorte e determinação e chegaram a estar a perder por apenas sete pontos, situação que foi bem gerida, quer pelo banco como os que estavam na quadra, o que obrigou a aumentar as preocupações de Paulo Macedo da turma agostina.
Nos minutos finais, muita emoção, sempre com o placar a favor dos rubros negros que chegaram a perder por apenas um 71-70, quando faltavam jogar três minutos.

Com algum nervo patente, o 1º de Agosto chegou a consentir dois empates 71-71 e 75-75, respectivamente, resultado que sofria alguma influência vinda das bancadas com adeptos fervorosos ao longo do desafio.

Uma enorme incerteza, de quem havia de assumir as responsabilidades do jogo, quer numa como outra equipa, com a constante oscilação do marcador, o resultado foi encontrado na marcação dos lances livres, numa fase em que os dois conjuntos já haviam atingido o número limite de faltas.

Com esta vitória, o 1º de Agosto assume a liderança, com dois pontos, os mesmo que o Interclube, que esta noite derrotou no mesmo recinto o Atlético Sport Aviação (ASA), por 80-69.

Marcha do marcador:

1- período - 24-13

2- período - 40-27

3 - período - 65-58

4 – período - 81-77

Equipas:

1º de Agosto - Edson Ndoniema (10 pts), Armando Costa (4 pts), Francisco Sousa ( 2 pts), Reggie Moore( 5 pts ), Felizardo Ambrósio ( 15 pts ), Joaquim Gomes( 00), Mutu Fonseca ( 9 pts ), Agostinho Coelho ( 00 ), Hermenegildo Santos (15 pts ), Edmir Lucas( 15 pts ), Islando Manuel ( 3 pts)  e  Mohamed Cisse (00 ).

Treinador: Paulo Macedo

Petro de Luanda - Pedro Bastos (10 pts), Roberto Fortes (9 pts ), Joaquim Pedro( 00 ), Vladimir Ricardino ( 6 pts ), Paulo Santana( 11 pts), Miguel Kiala( 7 pts), Leonel Paulo ( 15 pts), Domimgos Bonifácio (12 pts), Hermenegildo MBunga(5 pts ), Gerson Gonçalves(2 pts), Valdir Manuel (00pts) e Jeciliano Pessoa( 00).

Treinador: Lazaré Adingono

ANGOLA : ASA- 1º de Agosto (ficha )

A equipa sénior masculina de basquetebol do 1º de Agosto manteve hoje (terça-feira), em Luanda, o ciclo de vitórias ao derrotar o Atlético Sport Aviação ( ASA) por 97-57, em partida da segunda jornada da sexta edição do torneio Victorino Cunha, que decorre no pavilhão principal.

Marcha do marcador: 1 - 11/20,2-32/53, 3-42/71 4-57/97

Equipas :
Atlético Sport Aviação ( ASA): Cristóvão Oliveira (2 pts), Henrique Bado (00), Manuel Mariano ( 2 pts), José Miguel ( 00), Vasco Estevão (00), Sebastião Quicuama (18 pts), Mayzer Alexandre ( 8 pts), Wilson de Carvalho (00),Yuri Suingue (4 pts), Egidio Ventura( 6 pts), Zola Paulo (10 pts), Carlos Cabral(7 pts).
Treinador : Carlos Diniz

1º de Agosto: Edson Ndoniema (4 pts), Armando Costa (7 pts), Francisco Sousa (5 Pts), Reggie Moore (8 pts), Felizardo Ambrósio (14 pts), Joaquim Gomes (20 pts), Mutu Fonseca (10 pts), Agostinho Coelho (00), Hermenegildo Santos ( 1 pt), Edmir Lucas (3 pts), Islando Manuel (8 pts), Mohamed Cissé(17 pts).
Treinador: Paulo Macedo

ANGOLA : Resultados e classificação do torneio Victorino Cunha

Luanda- A sexta edição do torneio internacional de basquetebol, Victorino Cunha, que decorre no pavilhão principal da Cidadela, fez disputar terça-feira, a segunda jornada, que ficou marcada pelo segundo triunfo do 1º de Agosto.


SAG University - Petro de Luanda( 71-74)

1º de Agosto - Atlético Sport Aviação (  97-57)


Classificação

1 - Agosto / 4

2- Petro / 3

3 - Interclube / 2

4 - ASA

5 - SAG University

13 Outubro 2014

ANGOLA : Equipas da Huíla vencem na primeira jornada do Inter-provincial em basquetebol

Lubango - As formações da Heja Sport Clube e Desportivo do Tchioco, ambas da Huíla, derrotaram, no Sábado, no Lubango, o Clube de Amigos do Basquetebol do Namibe e Misto do Namibe, respectivamente por 72-47 e 62-41, na abertura da primeira edição do campeonato inter-provincial em séniores masculinos de basquetebol.

As equipas huilanas aproveitaram bem o factor casa e suplantaram o adversário, num verdadeiro ensaio ao regresso da província ao Bai/Basket.
A segunda jornada acontece no dia 18 nas província da Huíla e do Namibe, com as disputas entre Heja Sport Clube da Huíla - Desportivo do Tchioco (do Lubango) e Amigos do Basquetebol do Namibe - Misto do Namibe.
Em declarações à Angop, o secretário-geral da Associação Provincial da Modalidade (APBH), na Huila, Diogo Gomes, considerou positiva a realização deste campeonato porquanto visa incentivar a juventude  para esta modalidade, bem como preparar as equipas para provas nacionais, com realce para a Taça de Angola, em Dezembro.
A prova termina no dia 22 de Novembro, na cidade do Namibe.

ANGOLA : 1º de Agosto e Petro jogam para o Victorino Cunha



Emoções da bola ao cesto regressam com a disputa da VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha
Fotografia: Jornal dos Desportos
O Pavilhão Principal da Cidadela acolhe hoje, a partir das 19h00, o primeiro clássico dos clássicos, referente à época desportiva 2014/2015, envolvendo as equipas do 1º de Agosto e do Atlético Petróleos de Luanda, partida que marca o encerramento da primeira jornada da VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha.A anteceder o clássico da "bola ao cesto", o Atlético Sport Aviação (ASA) que foi repescado, em face da desistência do Recreativo do Libolo, defronta a partir das 17h00, no mesmo recinto, o Grupo Desportivo Interclube.
Com as equipas a projectarem o início da época desportiva nacional, que abre a 10 de Novembro, na província da Palanca Negra Gigante, com a disputa da Supertaça Wlademiro Romero, militares e petrolíferos, ainda que "desfalcados", vão seguramente proporcionar aos amantes da modalidade um bom espectáculo, hoje à noite, no Pavilhão Principal da Cidadela. Aliás, independentemente do estado de forma em que as duas agremiações se encontrem, um prélio entre militares e petrolíferos é sempre de desfecho imprevisível.
 Depois de ter perdido o torneio na época transacta a favor do Recreativo do Libolo, a equipa militar, que conta já com a integração dos internacionais angolanos Armando Costa e Joaquim Gomes "Kikas", está fortemente engajada na conquista do seu quarto troféu Victorino Cunha.O extremo base norte-americano Cedrick Ison, que se encontra nos Estados Unidos da América a recuperar de uma intervenção cirúrgica num dos tornozelos, falha o primeiro clássico da época. Já o base Francisco Sousa, campeão nacional pelo Recreativo do Libolo, agora sob batuta de Paulo Macedo, pode disputar hoje o seu primeiro clássico.
 Entretanto, moralizados com a conquista antecipada do campeonato provincial de Luanda, os petrolíferos da capital, que para a presente temporada desportiva apostam na prata da casa, vão tentar esta noite surpreender o seu arqui-rival. Apesar da sangria que sofreu, a formação do Atlético Petróleos de Luanda, às ordens do camaronês Lazare Adingono, tem estado em grande plano no campeonato provincial, onde em nove partidas somou oito vitórias, tendo averbado apenas uma derrota.
 A partida de hoje serve de acerto de contas, já que os petrolíferos da capital suplantaram os militares no provincial, por 86-81. Folga por imperativo de calendário o Gog University dos Estados Unidos da América. A VI edição do torneio internacional  vai ser disputada no sistema de todos contra todos a uma volta, vencendo a equipa que amealhar o maior número de pontos. À margem do torneio vai ser realizado um ciclo de palestras, a decorrer no Pavilhão Victorino Cunha e na sala de conferências do clube rubro e negro. "A Liderança do Treinador" é o tema que domina o primeiro dia da acção formativa, com prelecção do professor Jorge Araújo. Cabe  ao professor Victorino Cunha, antigo seleccionador nacional e técnico do 1º de Agosto, fazer a apresentação do terceiro ciclo de palestras, a partir das 9h45. Antes, é apresentado o livro "Treinador me confesso", da autoria de Jorge Araújo.

Abertura
Novas regras - começam a vigorar

A VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha vai ser jogado sob as novas regras de arbitragem da Fiba-Mundo, de acordo com António Bernardo, presidente da Associação Nacional de Juízes de Basquetebol de Angola. "Confirmo que o torneio Victorino Cunha já vai ser jogado com as novas regras da arbitragem. Nós já estamos ligeiramente atrasados em relação à aplicação das novas regras. A Espanha foi o primeiro país a implementar e nós, apesar do atraso, também vamos começar já a partir desta competição para nos familiarizarmos", asseverou o árbitro internacional.
 As novas regras estabelecem, por exemplo, que se evite o excessivo número de descontos de tempo no final do jogo (descontos de tempos consecutivos). Em relação à falta técnica que foi considerada excessiva na regra "antiga", é doravante sancionada com apenas um lançamento e uma reposição da bola sobre a linha central. Anteriormente, a falta técnica era sancionada com dois lançamentos livres.O atleta que levar duas faltas técnicas é desqualificado automaticamente da partida.

Abertura - ASA mede forças com Interclube
As formações do Atlético Sport Aviação (ASA) e do Grupo Desportivo Interclube jogam hoje, a partir das 17h00, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, para a VI edição do Torneio Internacional Victorino Cunha.Os aviadores, valendo-se do seu jogo colectivo, vão procurar surpreender os polícias que estão no máximo da sua força, em função das aquisições que fizeram para a temporada 2014/2015.
 Com um plantel mais recheado, em termos de valores individuais, a formação do Grupo Desportivo Interclube vai tentar suplantar o seu opositor na partida de estreia. Alberto Babo, técnico principal do Interclube, assumiu a luta pelo troféu que visa homenagear a figura do professor Victorino Cunha, antigo seleccionador nacional.
 "Vamos entrar para esta competição com o propósito de lutar pelas lugares cimeiros da prova. Os novos jogadores aos poucos vão-se entrosando. Seria bom vencermos o primeiro jogo para a consumação dos nossos objectivos". Amanhã, para a segunda jornada do Torneio Internacional, os aviadores medem forças com os militares, ao passo que a God University  joga com o Atlético Petróleos de Luanda, folgando por imperativo de calendário o Grupo Desportivo Interclube.

Malanje
FAB inspecciona palco da supertaça

Uma delegação da Federação Angolana de Basquetebol segue nos próximos dias para a província de Malanje, a fim de inspeccionar as condições para a disputa da Supertaça Wlademiro Romero em basquetebol seniores masculinos, competição que abre a nova época desportiva 2014/2015.De acordo com Nuno Teixeira, director técnico da Federação Angolana de basquetebol, a comissão a ser criada brevemente vai manter um encontro com o governador Provincial de Malanje, Norberto dos Santos, para confirmar as condições de acomodação das delegações participantes do certame.
 O Pavilhão Palanca Negra Gigante, infra-estrutura construída no âmbito da realização em Angola da 41ª edição do Campeonato do Mundo de Hóquei em patins, em 2013, foi o palco escolhido para albergar a Supertaça, quer em femininos quer em masculinos.Atlético Petróleos de Luanda, vencedor da Taça de Angola, e Recreativo do Libolo, campeão nacional em título, vão ser  os protagonistas, ao passo que em femininos o jogo é entre o Grupo Desportivo Interclube e o 1º de Agosto. A política da federação em fazer disputar a Supertaca no interior do país visa, fundamentalmente, aumentar o gosto pela modalidade em toda a extensão do território nacional.