Africa Basquetebol

25 abril 2015

ANGOLA : Libolo derrota ASA na abertura das qualificativa aos Play-off

Luanda - O recreativo do Libolo venceu, sexta-feira, em Luanda, o Atlético Sport Aviação “ASA”, por 101-75, em partida da primeira jornada da fase qualificativa aos Play-off, do campeonato nacional de basquetebol seniores masculinos (BIC Basket).

Disputado no pavilhão do Dream Space, os detentores do BIC Basket dominaram todos os quartos com os seguintes resultados, 27-15, 49-36, 75-56 e 101-75.
Olimpio Cipriano, com 20, e Carlos Morais com 15 pontos foram os melhores cestinhas para o Libolo.
Já no ASA, Egidio Fonseca (23) e Zola Paulo (10) foram os melhores maçadores da sua equipa.
O Recreativo defronta o Interclube, sábado, para a segunda jornada de acesso aos Play-off do BIC Basket.

ANGOLA : Petro de Luanda começa fase qualificativa com chapa 100

Luanda - O Petro de Luanda começou sexta-feira, em Luanda, a primeira jornada da fase qualificativa de apuramento aos Play-off do campeonato nacional de basquetebol seniores masculinos (BIC Basket) com o “pé direito”, ao derrotar o Interclube, por 100-80.

Na partida, disputada no pavilhão 28 de Fevereiro, a formação do Eixo–Viário dominou os quartos períodos com o seguinte resultado, 1º (28-27), 2º (58-39), 3º (75-66) e 4º (100-80).
O base do Petro de Luanda, Emanuel Quezada, foi o melhor marcador com 28 pontos seguido pelo seu colega de equipa Jason Cain, com 19.
Na agremiação da equipa, afecta ao Ministério do Interior, saíram melhores cestinhas Kevin  Foster, com 15, e Paulo Barros, com 11.
Com arbitragem de Francisco Pacheco, coadjuvado por António Bernardo e Francisco Pacheco as equipas marcaram da seguinte forma:
Interclube – Emanuel António (04), Eric Norman (06), Francisco Horacio (02), Osvaldo Viera (08), José António (02), Romenig Samba (06), Paulo Santa (11), Jorge Tati (06),  Miguel Kiala (09), Abdel Gomes (03), Kevin Foster (15) e Quentrel Thomas (08).
Técnico: Alberto Babo.
Petro de Luanda – Pedro Basto (02), Roberto Fortes (18), Vladimir Jerónimo (00), Paulo Santana (05), Emanuel Quezada (28), Leonel Paulo (18), Domingos Bonifácio (06), Hermenegildo Mbunga (04), João Fernandes (00), Gerson Gonçalves (00), Edson Rosário (00) e Jason Cain (19).
Técnico: Lazare Adingono.

24 abril 2015

ANGOLA : Interclube conquista provincial de Luanda em feminino

O Interclube conquistou esta noite (quinta-feira), em Luanda, o Campeonato Provincial de Luanda em basquetebol sénior feminino, ao vencer no pavilhão 28 de Fevereiro o 1º de Agosto, por 58-56, na terceira partida dos Play-offs a melhor de cinco.

As “polícias” precisaram apenas de três jogos para retirar o título da posse dos “militares”, alcançando igual número de vitórias.
Hoje, as pupilas de Jaime Covilhã dominaram o primeiro quarto, vencendo por três pontos de diferença (10-13), assim como no período seguinte, indo ao intervalo em vantagem por 22-26.
No reatamento, as duas agremiações entraram muito equilibradas, mas na ponta final o Interclube tomou conta do jogo e passou a frente no marcador (45-41).
No quarto decisivo, as comandadas de Nasir Salé conseguiram manter a vantagem, fruto da solidez defensiva e eficácia nos minutos finais.
A base Sara Ogoke, do 1º de Agosto, foi a melhor marcadora com 14 pontos, seguida da sua colega de equipa Fineza Eusébio, com menos um.
As “polícias” tiveram como melhores cestinhas Pauline Nkonga e Italee Lucas, ambas com 13 pontos.
Com arbitragem de Fernando Pacheco, Francisco Tando e Osvaldo Neto, as equipas marcaram da seguinte forma:
Interclube – Elsa Eduardo (02), Italee Lucas (13), Merciana Fernandes (00), Rosimira Daniel (00), Astrida Vicente (02), Ângela Cardoso (04), Nadir Manuel (05), Felizarda Jorge (08), Angelina Golome (00), Ngienduala Filipe (11), Luísa Simão (00) e Pauline Nkonga (13).
Técnico: Nasir Salé
1º de Agosto – Fineza Eusébio (13), Letícia André (00), Rosa Gala (06), Isabel Francisco (08), Indira José (00), Sónia Guadalupe (08), Luísa Tomas (02), Helena Zumo (00), Ana Gonçalves (05), Sarah Ogoke (14), Joana Balanga (00) e Cristina Oliveira (00).
Técnico: Jaime Covilhã

23 abril 2015

ANGOLA : Interclube espreita o título



As caampeãs africanas conseguiram na presente época desportiva duas importantes vitórias no Pavilhão Victorino Cunha
Fotografia: Jornal Desportos
A equipa sénior feminina do Grupo Desportivo Interclube pode confirmar hoje a conquista do título do Campeonato Provincial de Luanda, caso vença logo mais, a partir das 19h00, no Pavilhão 28 de Fevereiro, o arqui-rival 1º de Agosto, na terceira partida dos play-off à melhor de cinco.

Depois de conseguir duas importantes vitórias (77-58 e 56-49), em pleno Pavilhão Victorino Cunha, as comandadas do moçambicano Nasir Salé podem sentenciar hoje a eliminatória, em caso de novo triunfo sobre as militares, que podem contar já com os préstimos da capitã Nacissela Maurício, que falhou as primeiras duas partidas dos play-off por lesão.
Apesar da vantagem (duas vitórias contra nenhuma da sua opositora), o técnico moçambicano ao serviço do Grupo Desportivo Interclube, campeão africano em título, mostrou-se cauteloso na abordagem do jogo de mais logo, no Pavilhão 28 de Fevereiro, que pode registar uma enchente.
“Estamos a defrontar uma grande equipa, com jogadoras que possuem qualidades técnicas invejáveis e sobretudo muito bem orientadas. Estamos em vantagem na eliminatória mas ainda não ganhámos nada. Vencemos dois jogos no terreno alheio e creio que o 1º de Agosto pode fazer o mesmo. Por isso, temos que entrar para a partida com grande determinação para não sermos surpreendidos em nossa casa”, alertou o técnico Nasir Salé que cumpre a sua primeira época desportiva no basquetebol angolano, depois de ter “abandonado” a sua terra natal (Moçambique).
Ao contrário do técnico militar, que não pode contar com algumas pedras nucleares, o técnico da turma da Polícia Nacional vai contar com todas as suas principais unidades, com destaque para a base Itale Lucas, de nacionalidade italiana.
A formação do Grupo Desportivo Interclube vai aproveitar o factor casa para somar mais um triunfo e, consequentemente, a conquista do título do Campeonato Provincial da modalidade.
A equipa rubra e negra, em desvantagem (0-2), é obrigada a vencer esta noite a sua opositora, sob pena de dizer adeus ao título do Campeonato Provincial.
Jaime Covilhã, técnico principal do 1º de Agosto, mostrou-se optimista quanto a reviravolta da eliminatória nos play-off, que estão a ser jogados à melhor de cinco partidas.

“Penso que as coisas não nos correram bem nas duas primeiras partidas. Vamos lutar no sentido de forçarmos o quinto jogo, pesar de reconhecermos as potencialidades da equipa do Grupo Desportivo Interclube.”

Ainda hoje, para as classificativas do terceiro e quarto lugares, o Grupo Desportivo O Maculusso e Universidade Lusíada voltam a medir forças. As duas equipas estão igualadas com uma vitória cada.
MC

22 abril 2015

ANGOLA : Equipas do BIC Basket acertam pormenores



Perdida a Taça de Angola militares têm baterias viradas para o Campeonato da bola ao cesto
Fotografia: José Soares
As dez formações, que disputam a 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino (BIC Basket), acertam nesta altura os últimos pormenores, com vista o arranque da fase de qualificação que amanhã faz disputar uma partida de série B.

O Grupo A que engloba as equipas que vão disputar o título da 37ª edição do BIC Basket, designadamente, Recreativo do Libolo, campeão nacional em título, 1º de Agosto, Atlético Petróleos de Luanda e Atlético Sport Aviação (ASA), entram em cena apenas na sexta-feira, com a disputa da primeira jornada da fase de qualificação.
Nessa altura as equipas ultimam a preparação para atacar a etapa derradeira do Campeonato Nacional da “bola ao cesto”, cujo encerramento está previsto para o mês de Maio.
Marinha de Guerra e Universidade Lusíada dão amanhã o pontapé de saída, da fase de qualificação, partida marcada para as 18h00, no Pavilhão Victorino Cunha.

Fazem parte da série B de qualificação, o Sporting de Benguela, sexto classificado do Grupo A, Universidade Lusíada, Marinha de Guerra, Progresso Associação Sambizanga e Futebol Clube Vila Clotilde que vão disputar no sistema de todos contra todos a uma volta.
Entretanto, a fase de qualificação vai ser disputada em duas séries A e B. As cinco melhores classificadas do Grupo A compõem a Série A, que vão disputar entre si no sistema de todos contra todos a uma volta, qualificam-se para o play-off as quatro primeiras colocadas.

Disputam as classificativas do quinto e décimo lugar, seis equipas. O quinto classificado da série A e o primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto da série B, que vão competir entre si no sistema de todos contra todos a uma volta.
As quatro equipas melhor classificada da série A vão disputar o play-off, beneficiam de um prémio no valor de um milhão de kwanzas (1.000.000,00 kz), pela qualificação.

De acordo com os regulamentos da prova, devem competir no sistema de eliminatórias primeiro com o quarto classificado e o segundo com o terceiro classificado, jogam as meias finais a melhor de cinco jogos. As equipas vencedoras vão jogar a final a melhor de sete, ao passo que as formações vencidas devem jogar as classificativas do terceiro e quarto lugar a melhor de três jogos. O emparceiramento das equipas pode ser encontrado pela classificação geral das equipas na fase de qualificação.

21 abril 2015

MOÇAMBIQUE : CAMPEONATO DE BASQUETEBOL DA CIDADE DE MAPUTO: Desportivo vence e assalta liderança



O DESPORTIVO tomou de assalto a liderança do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em seniores masculinos, após vitória por 71-68 sobre o rival Ferroviário, na partida mais importante da jornada dupla.
Era o prato forte da 13.ª jornada da prova, e os “alvi-negros” aproveitam a vitória para se isolarem no comandado da tabela classificativa, agora com 27 pontos, mais um que os “locomotivas’’.
Aliás, as duas formações entraram para esta ronda empatadas a 32 pontos, mas o Ferroviário ganhava vantagem no “point-average”.
Noutras partidas da ronda o Costa do Sol derrotou a UP B por 96-38. A A Politécnica bateu o Maxaquene por 58-51.
No sábado rodou a 14.ª ronda, com o Desportivo a derrotar a UP A por 60-52. O Aeroporto venceu a UP B por 61-61. O Costa do Sol perdeu com o Maxaquene por 53-66. O Ferroviário bateu a A Politécnica por 59-52.
Em femininos rodou a nona jornada, com o Ferroviário a confirmar a hegemonia. As “locomotivas” vergaram a UP por 92-34. O Costa do Sol derrotou a A Politécnica por 52-38 e o Maxaquene humilhou o rival Desportivo por concludentes 113-22.
O Ferroviário lidera com 18 pontos, mais dois que o segundo classificado, Costa do Sol.

ANGOLA : Cipriano e Morais fortalecem Libolo



Olímpio Cipriano e Carlos Morais podem ser decisivos na luta do título do BIC Basket na presente época
Fotografia: Eduardo Pedro
A integração de Olímpio Cipriano e Carlos Morais, ambos internacionais angolanos, no plantel do Recreativo do Libolo, deram maior consistência ao grémio de Calulo, que sábado último venceu com categoria a final da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino, ao derrotar na final o 1º de Agosto, por 70-79.
Depois de cumprirem um longo período de recuperação, após intervenção cirúrgica a que foram submetidos, ambos ao joelho esquerdo, Carlos Morais e Olímpio Cipriano têm sido os principais responsáveis pela recuperação da formação do Recreativo do Libolo que sacudiu a crise de resultados que afectou o plantel, fundamentalmente, na fase regular da 37ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto", agora designado BIC Basket.
Sem Carlos Morais e Olímpio Cipriano a equipa do Recreativo do Libolo perdeu o seu pendor ofensivo, tendo perdido no início da presente época desportiva a Supertaça Wlademiro Romero a favor do Atlético Petróleos de Luanda.
A onda de lesões contribuiu igualmente para a péssima campanha realizada na fase regular da edição 37 do BIC Basket, onde não foi para além do terceiro lugar da prova, atrás do 1º de Agosto e Atlético Petróleos de Luanda.
Com o regresso dos internacionais angolanos, Norberto Alves, português ao serviço da formação do Recreativo do Libolo passou a ter mais opções, tendo a sua equipa melhorado o seu jogo ofensivo.
Sábado, na final da Taça de Angola, frente ao 1º de Agosto, partida disputada no Pavilhão Principal da Cidadela, Carlos Morais e Olímpio Cipriano, atletas que marcaram a sua estreia a nível da Selecção Nacional em 2005, no Campeonato Africano das Nações de Argel, Argélia, foram decisivos na conquista da aludida competiçãoAmbos contribuíram com 43 pontos. Olímpio Cipriano em 38 minutos e 18 segundos anotou 23 pontos, ao passo que o seu companheiro de equipa e da Selecção Nacional contribuiu com 20 pontos em 42 minutos e 53 segundos.Carlos Morais esteve melhor nos lançamentos a longa distância, conseguindo uma percentagem de 33, contra 25 por cento de Olímpio Cipriano.
Já nos lançamentos de dois pontos, Cipriano esteve em destaque com 67 por cento, contra 33 por cento de Carlos Morais.
A excelente actuação dos internacionais angolanos permitiu ao Recreativo do Libolo erguer pela terceira vez a Taça de Angola, depois de conquistar as edições de 2010 e 2011.
Apesar de não estar ainda em plena forma desportiva, Olímpio Cipriano e Carlos Morais constituem os principais esteios do técnico espanhol Moncho López, que este ano vai dirigir a Selecção Nacional no Campeonato Africano das Nações da Tunísia, prova a decorrer de 19 a 30 de Agosto próximo, competição selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, em 2016. 

Espectáculo  -  FAB investe na organização profissional

A Federação Angolana de Basquetebol está apostada em parcerias de profissionais por forma a tornar mais atractivo os jogos e defende a criação do hábito de pagar para estar presente nos eventos, disse à Angop em Luanda o seu Presidente, Paulo Madeira.
Em entrevista à Angop para fazer o rescaldo da final da Taça de Angola, disputada sábado no Pavilhão da Cidadela, o responsável da "bola ao cesto" nacional acredita que investindo numa organização profissional do espectáculo desportivo, mais facilmente se atraem os patrocinadores. 
"As empresas que patrocinam o desporto precisam de alguma forma de estar gratificadas. Estes patrocinadores só são atraídos se efectivamente do ponto de vista organizacional conseguimos fazer as coisas com organização, bem estruturadas", disse, justificando a parceria para a final da Taça com uma entidade especializada em realização de eventos.
Segundo Paulo Madeira, o objectivo foi atingido no jogo da final em que o Recreativo do Libolo venceu o 1º de Agosto por 79-70, quer do ponto de vistas competitivo, quer da organização, segurança e comodidade do público.
Mostrou-se satisfeito com a presença do público, tendo acorrido à Cidadela cerca de 4500 pessoas numa lotação de oito mil, e apelou que essa prática se generalize pois, referiu que ainda não há a cultura de pagar para se ver o espectáculo.
"Penso que é importante criarmos o hábito de pagar para estar presentes nos eventos. Não há esta cultura infelizmente. Deu para perceber que conseguimos ter 4500 pessoas pagantes, de acordo com o nosso controlo. É importante criar essa cultura. por isso a parceria com a Majoco acaba por resultar bem. Os eventos normalmente não tem apenas a componente espectáculo,. tem uma componente de produção e suporte ao espectáculo que é sempre necessário que seja feita com profissionalismo", explicou.
Justificou a opção da parceria, com a qual a FAB está satisfeita. "Escolhemos esta empresa porque que nos últimos tempos tem estado connosco, tem sido nossa parceira até nos momentos de dificuldades, quando não há recursos. Neste momento também estamos com dificuldades, mas a Majoco felizmente correspondeu."
Para Paulo Madeira, do ponto de vista da segurança, estabilidade, da gestão do próprio pavilhão, do público, a final decorreu "com normalidade".
"Isso é o que pretendemos. Que não haja tumultos, situações estranhas ao jogo e que as pessoas possam estar com as suas famílias e desfrutarem da magia que o basquetebol nacional já pode oferecer", disse o entrevistado da Angop.

20 abril 2015

CABO VERDE : Torneio Município da Praia

Arranca na próxima terça-feira, 22, o torneio de basquetebol em homenagem ao dia do Município da Praia, que se celebra a 19 de Maio. Os jogos terão lugar no Pavilhão Vavá Duarte, em Chã de Areia.

No escalão sénior masculino, oito equipas disputam o título: Bairro, ABC, Lenfer, Seven Stars, Prédio, Órgãos, Delta e Assomada. E seis equipas vão medir forças no feminino: ABC, Órgãos, Seven Stars, Acadesporto, Amibasket e EBP.
Esta será a quinta edição do Torneio do Município da Praia de Basquetebol. Na categoria sénior, Seven Stars já conquistou por duas vezes a taça - 2011 e 2013. Já o ABC venceu o torneio de 2012 e Bairro em 2014.

19 abril 2015

ANGOLA : Taça - falam os treinadores

Paulo Macedo lamenta perda titulo da taça de Angola

Luanda - O técnico do 1° de Agosto, Paulo Macedo, lamentou esta noite a perda do titulo da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino, referindo que a equipa começou bem a partida, mas foi incapazes de manter a vantagem, o que resultou na derrota, por 70-79, em jogo da final desta prova.

Falando à imprensa no final do desafio disputado no pavilhão principal da Cidadela, o treinador do clube "militar " disse desconhecer a razão que causou o desaire, realçando que o grupo entrou bem quer na transição de bolas como na finalização, mas não resistiu a pressão adversária e foram ultrapassados no marcador.
"As coisas não começaram a correr bem, procuramos dar outras soluções com os lançamentos exteriores, mas as bolas não entravam, agora é levantar a cabeça e continuar a trabalhar para fase final do BIC Basket", lamentou.
Com este troféu, a formação do Cuanza Sul soma três contra nove dos rubros e negros.

Taça: Libolo soube lidar com frustração dos três primeiros períodos - técnico

Luanda - O treinador do Recreativo do Libolo, Norberto Alves, disse sábado que o triunfo na final da taça de Angola se deveu à boa gestão da "frustração" dos três primeiros quartos do jogo com o 1º de Agosto.

 Falando à Angop, no pavilhão da Cidadela em Luanda, após triunfo de 79-70, o técnico frisou que tiveram de accionar o plano B no quarto período, face ao insucesso nos anteriores.
A vitória baseou-se fundamentalmente em lidar com três períodos em que não jogaram bem.
“Mas o mais importante quando isso acontece é manter a esperança de que as coisas mudam, acreditar no trabalho, nos jogadores” disse, acrescentando que depois no quarto período,
“soltamo-nos um pouco mais,, com inteligência, saber quando pôr a bola, e felizmente conseguimos”.
Em relação á adaptação de Cipriano, disse que foi uma estratégia que prepararam como plano alternativo se o jogo estivesse a correr mal”.
“Nós temos de ter planos A e B, estávamos a precisar de ir buscar o jogo e precisávamos de um jogador muito agressivo com a bola na mão e pusemos o Olímpio a jogar a primeiro base”, declarou Norberto Alves, que fez os últimos 12 minutos com um ‘base’ adaptado.  
Quanto a prestação da dupla Carlos Morais (20 pontos e 4 triplos) e  Olímpio Cipriano (23 pontos e 4 assistes), que vêm de paralisações longas por lesão, explicou:
“São jogadores experientes, conhecem muito bem o jogo, conhecem como se ganham os jogos, e souberam lidar com a frustração de nos três primeiros períodos não jogarmos bem.                                                                                                                                                                                                                                       Pois, mas o jogo acaba no fim. E como se costuma dizer, o azeite vem sempre ao de cima, veio ao de cima a qualidade deles”. Confirmou também o fim prematuro da temporada para o seu principal base, Milton Barros, lesionado desde Março e que segue na próxima semana a Portugal para tratamento.
“O Milton, infelizmente acabou a época para ele. Teve uma ruptura do ligamento cruzado num jogo com o ASA numa pancada que levou. Mas está aqui connosco de corpo e alma, a ajudar-nos, a sofrer e ele merece também muito esta vitória”.
Dedicou o triunfo ao presidente do Recreativo do Libolo, Rui Campos, por estar sempre presente com a equipa “nos bons e nos maus momentos. Queremos dedicar essa taça a ele, merece-a muito”.    

ANGOLA : Recreativo do Libolo conquista Taça de Angola

Luanda - O Recreativo do Libolo conquistou a taça de Angola em basquetebol sénior masculino ao derrotar esta noite o 1º de Agosto por 79-70 no pavilhão da Cidadela desportiva, em Luanda.


Recreativo do Líbolo - 1º de Agosto
Foto: Henri Celso
Resultados parciais:
1º quarto - 16-17
2º  quarto - 29-36
3º quarto - 50-58
4º quarto - 79-70
Melhor marcador: Olímpio Cipriano (23)
Árbitros: Fernando Pacheco, Carlos Júlio, David Manuel
Recreativo do Libolo (79) - Olímpio Cipriano (23), Carlos Morais (20), Elmer Feliz (2), Valdelicio Joaquim (11), Eduardo Mingas (12) - cinco Inicial - Luis Costa (2), Vlademir Pontes (00), Braulio Morais (1), Ezequiel  Silva (-),  Eric Coleman (8), Joseney  Joaquim (-)
Treinador: Norberto Alves
1º de Agosto (70) - Reggie Moore (10), Felizardo Ambrósio (7), Hermenegildo Santos (6), Edmir Lucas (11), Islando Manuel (8) - cinco incial - Edson Ndoniema (6), Armando Costa (3), Francisco Sousa (3), Jone Pedro (-), Joaquim Gomes (10), Mohamed Melick (-), Roderick Nealy (8)
Treinador: Paulo Macedo