Africa Basquetebol

28 maio 2015

ANGOLA : Seleção nacional sub-16 vence África do Sul no Zonal

Gaberone - A selecção nacional feminina de basquetebol em sub-16 venceu hoje (quarta-feira), em Gaberone, a sua congénere da África do Sul por 53-23 em jogo a segunda jornada do torneio Zona VI de apuramento ao Afrobasket2015, de Julho próximo em Antananarivo, Madagáscar, indica uma nota da embaixada de Angola naquele pais.

FOTO ARQUIVO: Huíla: Jogo entre 1º de Agosto e Interclube de Benguela no nacional em sub-14
Foto: Saturnino Tomás
O combinado angolano, que derrotou no jogo inaugural realizado terça-feira a equipa da Zâmbia por expressivos 109-32, teve de se empregar a fundo para vencer a selecção sul-africana, uma das mais poderosas que participam deste apuramento em ambos os sexos, que decorre de 26 a 30 de Maio em Gaberone.

De acordo com a nota daquela missão diplomática, neste torneio de apuramento, cuja modalidade de disputa é de todos contra todos, apenas Angola se faz representar pela selecção feminina, pois os masculinos estão já apurados por serem os campeões africanos em título nesta categoria.

Os restantes países, designadamente o Botswana (anfitrião), África do Sul, Moçambique, Zâmbia e Zimbabwe estão representados pelas selecções masculinas e femininas, refere o documento.

Em cumprimento do calendário da prova, a selecção angolana descansa quinta-feira, para na sexta-feira defrontar os anfitriões, o Botswana. No seu último jogo, no sábado, as angolanas terão pela frente a também poderosa selecção do Zimbabwe.
Integram a seleção nacional as seguintes atletas: Valeria Nascimento (4), Damiana Sangunga (5), Jaima António (6), Valeriana Moche (7), Giovana Ndongwa (8), Irene Kafumo (9), Cornélia Sambo (10), Regina Pequeno (11), Jolça Taviano (12), Breone Kukulo (13), Edivânia Pascoal (14) e Jéssica Furtado (15).

O grupo, que é chefiado pelo presidente da Federação Angolana da Basquetebol (FAB), Paulo Alexandre Madeira, tem como técnico principal Fernando Figueiredo, coadjuvado por Irene Guerreiro. Integram ainda a médica da selecção, Margarida João, o fisioterapeuta, Ndona Pedro, a técnica de equipamento Ana Carvalho e o árbitro internacional Francisco Tandu.

ANGOLA : Quezada trabalha sem limitação



A reintegração do norte-americano Quezada aumenta a opção do técnico camaronês na posição de base
Fotografia: M.Machangongo
O base dominicano naturalizado norte-americano, Emanuel Quezada, que falhou a última partida dos play -off da meia-final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino (BIC basket), trabalha sem qualquer limitação, com vista a ponta final da aludida competição cujo arranque está previsto para  terça-feira, dia 2 de Junho.
Quezada, uma das unidades nucleares da formação do Atlético Petróleos de Luanda, não disputou a terceira partida frente ao Atlético Sport Aviação (ASA), por ter sofrido um rasgão no lábio, na segunda partida dos play-off da meia-final do BIC Basket.
Depois de ter falhado a terceira partida, em que os petrolíferos venceram os aviadores por 98-63, que sentenciou a eliminatória, o principal base da equipa petrolífera reintegrou  o grupo de trabalho, para a satisfação do técnico Lazare AdingonoA reintegração  de Emanuel Quezada vai seguramente aumentar a opção do técnico  na posição um (base).
Apesar de estar a cumprir a primeira época desportiva, Emanuel Quezada a par do internacional  Leonel Paulo, tem sido das unidades em destaque na formação dos petrolíferos da capital.
Em duas partidas que disputou nos play-off das meias-finais da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol, agora designado BIC Basket, Emanuel Quezada  tem assumido a condução do jogo ofensivo da equipa do Eixo-viário, marcou 43 pontos, o que representa uma média de 21, 5 pontos por desafio.
Hoje, os pupilos de Lazare Adingono voltam a trabalhar os aspectos técnicos e tácticos, com  vista a ponta final do BIC Basket, onde vão enfrentar o Recreativo do Libolo, actual campeão nacional, para a decisão do ceptro nacional.
Transições rápidas defesa- ataque, circulação da bola em todas as áreas de jogo, lançamentos a curta e longa distâncias, bloqueios defensivos e ofensivos vão seguramente dominar a sessão  de treino do dia de hoje.A final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino vai ser disputado no sistema de play-off, a melhor de sete partidas.

Já as classificativas para o  terceiro lugar, que envolve 1º de Agosto e Atlético Sport Aviação (ASA), vai ser disputada a melhor de três partidas.

27 maio 2015

MOÇAMBIQUE : CAMPEONATO DE BASQUETEBOL DA CIDADE DE MAPUTO: Ferroviário pode dilatar vantagem

O FERROVIÁRIO tem uma soberana oportunidade de ficar mais folgado na liderança do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em seniores femininos.
Para tal basta vencer no seu reduto a UP em jogo marcado para hoje, a partir das 18.30 horas, inserido no acerto da 12.ª jornada.
À entrada para este jogo, aparentemente tranquilo, as “locomotivas” lideram com 29 pontos, mais quatro que o Costa do Sol, segundo classificado, pelo que uma vitória deixa-as com uma vantagem de seis pontos sobre as rivais “canarinhas”.
Em seniores masculinos realiza-se uma partida de apuramento do terceiro classificado entre UP “A” e A Politécnica às 19.00 horas, no Pavilhão do Desportivo. Trata-se do terceiro jogo dos “play-off” que será uma espécie de tira-teimas depois de nos dois primeiros a vitória ter “caído” para cada um dos lados.

CABO VERDE : Luís Magalhães comanda selecção de basquetebol de Cabo Verde


Luís Magalhães comanda selecção de basquetebol de Cabo Verde

O português Luís Magalhães será o próximo seleccionador de basquetebol de Cabo Verde, tendo em vista a presença da selecção na fase final do Afrobasket’2015 que acontece na Tunísia, entre 19 e 30 de Agosto.

Segundo o desportivo luso “A BOLA”, o treinador chega na primeira quinzena de Julho a Cabo Verde para dar início à preparação dos Tubarões Martelo na cidade da Praia.
Luís Magalhães, 57 anos, conhece bem a realidade basquetebolística do continente africano, pois já treinou a selecção de Angola, com a qual venceu a edição de 2009 do Afrobasket. Além disso, foi campeão angolano pelo 1º de Agosto e orientou ainda o Recreativo Libolo.

ANGOLA : Moncho presente na fase final


Moncho López desembarca na capital do país, Luanda, na próxima segunda-feira
Fotografia: Jornal de Desportos



O seleccionador nacional, Moncho López, vai testemunhar a fase final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos (BIC Basket), que arranca já na próxima terça-feira, dia dois de Junho, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto do técnico espanhol.

Moncho López desembarca na capital do país, Luanda, na próxima segunda-feira, dia 1 de Junho, proveniente de Lisboa, Portugal, onde esteve a trabalhar ao serviço do Dragan Force.

O técnico vai aproveitar a parte final da 37ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto" para observar os atletas que vão merecer a confiança do novo seleccionador nacional, visando o Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, competição a decorrer de 19 a 30 de Agosto do ano em curso, na Tunísia, selectiva ao Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
Com o núcleo dura praticamente identificado, onde constam  nomes como Armando Costa, Hermenegildo Santos,  Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Joaquim Gomes "Kikas", Reggie Moore, Eduardo Mingas, Valdelício Joaquim, Leonel Paulo e Yanick Moreira, este a militar na Universidade Metodista dos Estados Unidos da América, Moncho López vai centrar as suas atenções nos jovens jogadores que o ano passado foram lançados pelo seu antecessor, Paulo Macedo, no Campeonato do Mundo de Espanha.
As formações do Atlético Petróleos de Luanda e Recreativo do Libolo vão disputar o título da 37ª edição do BIC Basket, ao passo que o 1º de Agosto e Atlético Sport Aviação (ASA) vão brigar pelo terceiro lugar.

O Recreativo do Libolo, actual campeão nacional, varreu a formação militar nos play-offs da meia-final, por 3-0 (84-86, 84-87 e 88-77). Os petrolíferos da capital também tiveram o mesmo percurso e aplicaram 3-0 aos aviadores (88-75, 105-66 e 98-63
Contratado pela direcção da Federação Angolana de Basquetebol no princípio do ano em curso, o técnico espanhol tem como missão conquistar o décimo segundo anel continental e, consequentemente, o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

A Selecção Nacional procura a sua sétima presença em Jogos Olímpicos, depois de ter se estreado em 1992, em Barcelona, Espanha, seguindo-se as presenças de 1996, Atlanta, Estados Unidos da América, 2000, Sidney, Austrália, Atenas, Grécia, em 2004, Pequim, China, 2008 e Londres, Inglaterra, em 2012.

Já a nível do continente, o combinado nacional conquistou os Afrobasket´s de 1989, 1991, 1993, 1995, 1999, 2001, 2003, 2005, 2007, 2009 e 2013.
 No Campeonato Africano das Nações da Tunísia, a Selecção Nacional está inserida no Grupo B, ao lado das selecções de Moçambique, Senegal e Marrocos. Tunísia, país anfitrião faz parte do Grupo A, juntamente com Uganda, Nigéria e República Centro Africano. Egipto, Gabão, Mali e Camarões figuram no Grupo C, ao passo que a Costa do Marfim, Cabo Verde, Argélia e Zimbabwé.

Petrolíferos da capital recebem libolenses
A formação do Atlético Petróleos de Luanda vai receber nos dias 2 e 4 de Junho, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, o Recreativo do Libolo, para os play-offs da final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, a melhor de sete.
Já as classificativas do terceiro lugar vai ser disputado a melhor de três, envolvendo as equipas do 1º de Agosto e Atlético Petróleos de Luanda, de acordo com o comunicado a que o Jornal dos Desportos teve acesso proveniente da Federação Angolana de Basquetebol.
Depois de terem superado com naturalidade os seus adversários nas meias-finais, petrolíferos e libolenses aprimoram os aspectos técnicos e tácticos, visando a final da 37ª edição do BIC Basket.
O base dominicano, naturalizado norte-americano, Emanuel Quezada, recupera satisfatoriamente da mazela que o afastou da terceira partida das meias-finais e deve ser opção de Lazare Adingono para o desafio da próxima terça-feira.
Com a integração de Emanuel Quezada, o técnico camaronês ao serviço dos petrolíferos da capital vai poder contar com todas as suas principais unidades.
O mesmo já não se pode dizer do Recreativo do Libolo, comandado pelo português Norberto Alves, que não vai poder contar com os préstimos de Milton Barros, base. O internacional angolano está em tratamento em Lisboa, Portugal.

Entretanto, a formação do 1º de Agosto vai ser orientada nesta ponta final da prova pelo técnico Walter Costa, adjunto do demissionário Paulo Macedo.
M.C

26 maio 2015

MOÇAMBIQUE : ELIMINATORIAS PARA O AFROBASKET SUB-16: Moçambique estreia-se diante do Zimbabwe

AS eliminatórias da Zona VI do Campeonato Africano (Afrobasket) de Sub-16 só começam a ser disputadas hoje, em Gaberone, capital do Botswana.
A competição devia ter iniciado ontem, mas a chegada tardia das delegações da Zâmbia, Angola (femininos) e Zimbabwe condicionou o sorteio.
A Zâmbia e a Angola chegaram quase meia-noite de domingo e Zimbabwe na madrugada de ontem, segunda-feira, o que fez com que a FIBA-África adiasse a primeira jornada para hoje, de modo que estas duas delegações tivessem tempo de descanso e adaptação.
VENCER NA ESTREIA
A Selecção Nacional estreia-se na competição frente à sua congénere do Zimbabwe, um adversário ao alcance da equipa moçambicana, à partida é a principal favorita a ocupar o primeiro lugar, o único que dá acesso ao Afrobasket que terá lugar em Julho, no Mali, até porque o principal rival, Angola, tem apuramento automático, ou seja, está isento desta prova. A partida terá o seu início às 16.00 horas e será a última do dia.                                               
O combinado nacional tem vindo a preparar-se com todas as cautelas esta competição. Depois de duas sessões de treino em Joanesburgo, África do Sul, a rapaziada voltou a treinar-se ontem, desta feita na capital do Botswana, onde chegou na noite de domingo.
O treino de ontem serviu para a equipa adaptar-se ao piso que irá acolher os jogos.
A equipa técnica, constituída por Simão Mataveia (treinador principal) e Osvaldo Cumbe (adjunto), privilegiou as questões tácticas na sessão de ontem, com a defesa a ser o principal foco. Ensaiou também a finalização e o jogo exterior, para além dos lançamentos livres.
Este torneio será disputado no sistema “clássico” de todos contra todos, numa única volta, passando para a fase final a equipa que ficar em primeiro lugar.
Para além de Moçambique e Zimbabwe, que se batem hoje, outros participantes são Botswana, África do Sul e Zâmbia.
Refira-se que simultaneamente à prova masculina, também decorre a feminina, Moçambique está isento após ter conseguido apuramento directo há dois anos, em Maputo, quando se classificou em terceiro lugar no Afrobasket da categoria.
Nesse torneio estão a favorita Angola, Zâmbia, Zimbabwe, Botswana e África do Sul.
A EQUIPA SÓ ESPERA PELO JOGO
Entretanto, o seleccionador-adjunto, Osvaldo Cumbe, disse, em entrevista ao “Notícias”, que a equipa nacional está 100 por cento preparada para enfrentar o Zimbabwe e, mais do que isso, ter uma estreia auspiciosa nesta competição. “Hoje (ontem) fizemos questão de recapitular tudo que vínhamos ensinando durante a preparação para este evento, que durou cerca de dois meses. Privilegiámos a defesa e “pressing” em todo o campo, ou seja, a defesa a partir do meio campo. Treinámos bastante a questão da defesa à zona, pois grande parte dos adversários defende-se desta maneira. Prometemos uma vitória frente a este Zimbabwe, apesar de ser um adversário desconhecido. Estamos preparados para entrar em grande na prova”, disse Cumbe.
SÉRGIO MACUÁCUA, em Gaberone

25 maio 2015

MOÇAMBIQUE : ELIMINATÓRIAS DO AFRIBASKET SUB-16: Selecção Nacional já está no Botswana




A SELECÇÃO Nacional de Basquetebol de Sub-16 encontra-se desde a tarde de ontem em Gaberone, capital do Botswana, onde a partir de hoje toma parte nas eliminatórias da Zona VI de acesso ao Campeonato Africano da categoria (Afrobasket), que terá lugar em Julho no Mali.
O combinado nacional deixou Maputo na noite da sexta-feira em direcção a Joanesburgo, África do Sul, onde chegou na madrugada de sábado. Na cidade sul-africana a comitiva moçambicana passou todo o sábado, o que foi aproveitado pelo corpo técnico para duas sessões de treino, para medir o pulsar da equipa.
A primeira sessão aconteceu à noite (de sábado) e a segunda na manhã de ontem no Wembley Sports Arena, um majestoso pavilhão multiuso, pertencente à Associação Sul-Africana de Basquetebol.
No primeiro treino o seleccionador nacional, Simão Mataveia, privilegiou o passe, os pormenores defensivos, jogo debaixo da tabela e a finalização (incluindo lances livres). O técnico mostrou-se muito exigente neste último capítulo, num sinal claro de que Moçambique irá jogar abertamente ao ataque nesta competição.
Na segunda e última sessão as questões do passe, defensiva e finalização foram aliadas com os aspectos posicionais, penetrações e lançamentos interiores e exteriores.
Já a viagem para a capital do Botswana começou por volta das 10.00 horas e só terminou quatro horas depois, percorridos cerca de 400 quilómetros de estrada. Em Gaberone Moçambique encontra-se hospedado no Centro de Estágio da Universidade local, recinto que acolhe as restantes selecções que participam desta competição, nomeadamente Botswana, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe.
A delegação moçambicana deparou-se com temperaturas muito baixas em Gaberone, agravando o que já havia vivido em Joanesburgo, onde os termómetros não ultrapassam os 10 graus celsius. No solo tswana a equipa nacional deverá fazer um treino de adaptação esta manhã.
Entretanto, a reunião técnica que culminou com o sorteio só aconteceu na noite de ontem, sendo que a partir de hoje começam os jogos, no sistema clássico de todos-contra-todos numa única volta. Qualifica-se para o Afrobasket do Mali apenas o primeiro classificado, sendo que Moçambique é para já o principal candidato ao apuramento, até porque a colossal Angola
tem garantida a qualificação, portanto, está isenta desta competição.
ESTAMOS PREPARADOS - Osvaldo Cumbe, selecionador-adjunto
Apósduas sessões de treino no solo sul-africano o seleccionador nacional-adjunto, Osvaldo Cumbe, disse ao “Notícias” que a equipa estava preparada para as eliminatórias que hoje arrancam, até porque os seus pupilos mostraram que já assimilaram o que vem sendo ensaiado desde que esta ‘operação’ iniciou, há pouco mais de um mês.
“Depois de dois treinos em Joanesburgo constatámos que a equipa já assimilou o que temos ensinado durante estas semanas todas em que estamos a trabalhar e acreditamos que estamos preparados. Nos treinos privilegiamos as reposições de bola junto à linha do fundo, como na lateral, bem como o “pressing” em todo o campo. Prestamos atenção igualmente na questão dos lançamentos. No treino de ontem ensaiamos os lançamentos durante uma hora. De uma forma geral acreditamos que estamos preparados para esta batalha”, sublinhou o técnico.
ATLETAS CONFIANTES NA QUALIFICAÇÃO
OS jogadores da Selecção Nacional de Basquetebol masculina de Sub-16 estão confiantes num bom desempenho nas eliminatórias da Zona VI de acesso ao Afrobasket da categoria, que se iniciam hoje em Gaberone, capital do Botswana, prolongando-se até 30 deste mês.
Para os atletas, o bom desempenho passa pelo apuramento para o Afrobasket, que terá lugar no Mali em Julho, daí que estejam a trabalhar incansavelmente para o alcance desse objectivo.
 Os atletas são de opinião que os treinos foram bons e proveitosos, embora intensos. A Selecção Nacional está num grupo onde perfilam também as selecções do Botswana, África do Sul, Zimbabwe e Zâmbia, passando apenas o primeiro classificado para a fase final.
OS TREINOS FORAM BONS E INTENSIVOS - Óscar Jr.
“O GRUPO está coeso, a trabalhar muito bem, mas de forma bastante intensa. É claro que há algum desgaste, mas há muita coisa que se aprende que aplicada na competição seria boa. Estamos fisicamente preparados e trabalhamos para passar a eliminatória e chegarmos ao Afrobasket, o que seria o culminar de um sonho para muitos de nós. Cumprir com este objectivo não será fácil, será necessária muita luta”.
SÓ PENSÁMOS NO APURAMENTO - Edson Chavane
“APRENDEMOS muito nestes dias de trabalho. Os treinos foram bons. Estamos neste momento mais preparados física e psicologicamente para lidar com a alta competição. A nossa meta é clara: qualificação para o Afrobasket. Isso teria um significado especial para muitos de nós. Aliás, o sonho de qualquer jogador é chegar à Selecção e a partir dela progredir. Queremos que isso aconteça e eu, particularmente, estou confiante, pois o grupo é unido e está coeso”.
ESTAMOS FIRMES - Mauro de Andrade
“ESTAMOS confiantes num bom desempenho em Gaberone. Sabemos que não será fácil, mas pelo trabalho que temos vindo a fazer penso que temos tudo para estarmos confiantes. Os treinos foram muito bons e proveitosos. Pela frente teremos adversários do mesmo nível, não há nada a temer. A única solução é encará-los de igual para igual. Com concentração e determinação é possível conseguirmos a qualificação”.
 

ANGOLA : Militares procuram substituto de Macedo



Macedo não resistiu a crise de maus resultados durante os play-offs do Campeonato Nacional de basquetebol
Fotografia: M.Machangongo
A direcção do 1º de Agosto reúne-se nos próximos dias, em Luanda, para analisar as opções para substituir o técnico Paulo Macedo, que anunciou, ontem, a sua retirada da equipa principal da formação militar, depois falhar a qualificação para a final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, BIC Basket, soube o Jornal dos Desportos  de uma fonte  daquela agremiação desportiva.

Apesar de ter anunciado a sua demissão do cargo, logo após a derrota frente ao Recreativo do Libolo, por 77-88, na terceira partida dos play-offs da meia-final, a melhor de cinco, Paulo Macedo, técnico que cumpre a sua terceira época no comando do Clube Central das Forças Armadas Angolanas,  dirige a equipa até ao fim do Campeonato Nacional da "bola ao cesto".
Depois de ter dominado a fase regular da 37ª edição do BIC Basket, assim como a fase de grupos, Paulo Macedo não conseguiu apurar a sua colectividade para os play-offs da grande final, a ser jogada a melhor de sete partidas.
Mesmo com o melhor plantel, onde sobressaem nomes como Armando Costa, Reggie Moore, Joaquim Gomes "Kikas", Felizardo Ambrósio "Miller", Roderick Nealy, Hermenegildo Santos, Edson Ndoniema, Edmir Lucas, os militares foram incapazes de discutir  o passe de acesso à grande final. 
Falhado o apuramento à final da competição, a equipa rubro e negra  disputa as classificativas do terceiro lugar com a formação do Atlético Sport Aviação (ASA), conjunto que levou  uma vassourada com o Atlético Petróleos de Luanda.
A campanha menos conseguida nos últimos dois anos  forçou o pedido de demissão do jovem treinador angolano que na última semana havia recebido um ultimato da direcção, liderada por Carlos Hendrick.
Entretanto, em face da escassez de treinadores angolanos com perfil exigido pelo formação militar, a aposta passa pela contratação de um técnico estrangeiro para dirigir a equipa nas próximas três temporadas.

Paulo Macedo, ao serviço do 1º de Agosto, conquistou dois títulos africanos e um Campeonato Nacional, para além de uma Taça de Angola e uma Supertaça Wlademiro Romero.

24 maio 2015

MOÇAMBIQUE : ELIMINATÓRIAS DO AFROBASKET SUB-16: Seleccionador nacional leva 13 atletas a Gaborone



132
FOI divulgada ontem a convocatória final da Selecção Nacional de Basquetebol Masculino de Sub-16 que participa, a partir da segunda-feira até dia 30, nas eliminatórias da Zona VI de acesso ao “afrobasket” da categoria que terão lugar em Gaborone, capital do Botswana.
O seleccionador nacional, Simão Mataveia, chamou para esta missão 13 atletas, deixando de fora apenas dois, dado que vinha trabalhando com 15 nas últimas semanas, depois de ter iniciado a preparação com 30. Os que ficam em terra são Oldemiro Castigo, do Maxaquene, e Helton Tovela, do Ferroviário de Maputo.
Com efeito, a convocatória final ficou com os seguintes jogadores: Domingos Macaringue, Mauro Andrade e Cristóvão Tepa (Maxaquene); Luís Júnior, Edmilson Natal e Óscar Júnior (Costa do Sol); Alton Mavota (A Politécnica); Edson Chavana, Wilson de Castro e Selton Fuel (Desportivo de Maputo); Helton Tovela (Ferroviário de Maputo); Armando Chachuaio (Liga Desportiva de Maputo); Wilson de Brito (Ferroviário da Beira) e Crisberg Jeque (Liga Desportiva de Chimoio).
Ontem, a Selecção Nacional cumpriu mais uma sessão de treinos no período da tarde, a última antes da partida para o Botswana. Após esse treino, a delegação moçambicana reuniu-se na Federação Moçambicana de Basquetebol para traçar estratégias, nomeadamente a viagem e suas escalas, bem como questões logísticas.
A viagem está marcada para o início desta noite (18.30horas) via terrestre, com escala em Joanesburgo, onde a delegação irá passar todo o dia de amanhã, para no domingo seguir para Gaborone.
Refira-se que neste torneio o nosso país irá medir forças com Botswana, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe. Qualifica-se para o “afrobasket”, que terá lugar no Mali, apenas o primeiro classificado. A Selecção Nacional é a principal candidata ao apuramento.

CABO VERDE : Bairro vence a Taça do Município da Praia


 Basquetebol: Bairro vence a Taça do Município da Praia

O Bairro venceu este sábado a Taça do Município da Praia ao derrotar o na final o Seven Stars por 71 a 65. Esta foi a segunda vitória consecutiva da equipa canarinha na competição.

Vitória sofrida do Bairro, que até o terceiro período esteve a perder por 4 pontos de diferença. A individualidade dos canarinhos fez a diferença e, no quarto período, saltaram à frente do placar, garantindo o triunfo por 5 pontos de diferença.
Com esta conquista, o Bairro passa a contar com duas vitórias na prova, igualando assim ao Seven Stars

22 maio 2015

ANGOLA : Libolo a um passo da final do BIC Basket

Luanda - O Recreativo do Libolo do Cuanza Sul está a um passo de apurar-se para a final do campeonato nacional de basquetebol seniores masculinos, mercê de duas vitórias diante do 1º de Agosto nas meias-finais dos Play-off a melhor de cinco.

Recreativo do Líbolo vs 1º de Agosto
Foto: Henri Celso
Na partida disputada no pavilhão Vitorino Cunha, os visitantes começaram a comandar no jogo ao vencerem o primeiro quarto por 17-14.
Apesar da vantagem da equipa do Cuanza Sul, no primeiro período, os militares contrariaram no segundo com três pontos de diferença, resultado também do intervalo (39-36).
No reatamento, os comandados do português Norberto Alves entraram mais tranquilos, ao contrário dos liderados por Paulo Macedo que cometiam alguns erros defensivos e ofensivos, que aumentou o índice de confiança do adversário que acabou por vencer, por 62-57.
No último quarto os dois grémios equilibraram o jogo e quando tudo apontava para um vitória para os donos da casa, numa altura em que as duas equipas encontravam-se empatadas a 78pontos, os militares desempataram mas não tiveram fôlego para gerir a vantagem e a equipa de Calulo nos último segundos, conseguiu a sua segunda vitória nas meias-finais dos Play-off.
Na partida, Rderick Neal, com 30 pontos e Felizardo Ambrósio (22) foram os melhores marcadores para a formação da casa, enquanto que Valdélicio Joaquim com 20 e Carlos Morais 16, foram os melhores cestinhas para o Libolo.
Com arbitragem de Carlos Júlio, Francisco Tandu e Wilson Boaventura, as equipas marcaram da seguinte forma:
 
1º de Agosto – Francisco Sousa (00), Edson Ndoniema (10), Armando Costa (04), Jone Pedro (00), Reggie Moore (10), Felizardo Ambrósio (22), Joaquim Gomes Kikas (00), Hermenegildo Santos (04), Edmir Lucas (04), Islando Manuel (00), Mohamed Cissé (00) e Roderick Neal (30)
Técnico: Paulo Macedo

Recreativo do Libolo: Olímpio Cipriano (12), Luís Costa (09), Carlos Morais (16), Elmer Felix (08), Valdimir Pontes (00), Braúlio Morais (10), Ezequiel Silva (00), Valdelício Joaquim (20), Eric Coleman (02), Filipe Abraão (0), Eduardo Mingas (10) e Joseney Joaquim (00).

Técnico: Norberto Alves

O terceiro jogo dos Play-off acontece sábado (dia 23), na casa Libolo, no Dream Space.

CABO VERDE : Bairro e Seven Stars disputam final da Taça do Municipio


Basquetebol: Bairro e Seven Stars disputam  final da Taça do Municipio

A final da Taça do Município da Praia é disputada este sábado, 23, pelas equipas do Bairro e do Seven Stars. Duas formações que já venceram a competição, buscam mais um triunfo nesta final que promete ser muito renhida.

O Bairro que apresenta uma equipa muito forte, com novas caras, destaque para Fidel, jogador que foi fundamental para que ABC lograsse o Campeonato de Basquetebol Regional em Santiago Sul.
O Seven Stars parte para este jogo como menos favorito, mas a equipa aposta sempre muito forte nesta competição, prova disso, é a formação que mais títulos municipais conquistou até agora.
Todos os ingredientes para mais uma noite de basquetebol de qualidade e competitiva. O jogo acontece no Pavilhão Vavá Duarte.

21 maio 2015

MOÇAMBIQUE : ELIMINATÓRIAS DO AFROBASKET: Selecção Nacional acerta últimos detalhes

A SELECÇÃO Nacional de Basquetebol masculina de Sub-16 acelera o passo rumo às eliminatórias de acesso ao Campeonato Africano, que terão lugar de 25 a 30 deste mês em Gaberone, capital do Botswana.
A preparação, que vem sendo feita há pouco mais de um mês, entrou esta semana na sua etapa decisiva, com treinos bidiários no Pavilhão Aberto do Ferroviário de Maputo.
A equipa técnica nacional comandada por Simão Mataveia tem vindo a trabalhar com 15 atletas, depois de ter estado com 30, sendo que metade já foi dispensada. Dos restantes 15 três ficarão em terra, pois a convocatória final terá 12.
Devido aos compromissos escolares dos atletas o seleccionador nacional é obrigado a trabalhar com o grupo dividido a dois, o primeiro (dos que estudam de tarde) treina-se de manhã e vice-versa para os que estudam no período matinal.
Esta situação, segundo Mataveia, complica de certa forma o trabalho. A solução tem sido encontrada aos sábados, pois é possível juntar-se todos os jogadores à mesma hora.
“Fora a esta situação, o resto está tudo bem. Os treinos estão a decorrer normalmente, os jogadores já estão familiarizados com as metodologias, resta apenas encararmos a competição”, frisou.
O objectivo da Selecção Nacional nas eliminatórias de Gaberone passa pela qualificação ao Afrobasket que terá lugar em Julho no Mali. Para conseguir tal proeza Moçambique terá de se classificar em primeiro lugar no torneio de Gaberone, onde vai defrontar o Botswana, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe.
O combinado nacional parte sábado rumo à capital tswana.

ANGOLA : Militares em busca do empate



Militares e libolenses lutam na segunda partida dos play - off das meias- finais.
Fotografia: Jornal de Desportos
Em desvantagem nos play-off da meia-final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, a formação do 1º de Agosto, recebe hoje, a  partir das 19h00 no Pavilhão Victorino Cunha, o Recreativo do Libolo, para a segunda partida dos play-off, a melhor de cinco partidas.

Refeitos do desaire da última terça-feira, em que perderam por escassos dois pontos (84-86), os militares estão "obrigados" a vencer esta noite, os actuais campeões nacionais, sob pena de verem alargada a vantagem do grémio de Calulo.
Ontem, Paulo Macedo, técnico principal da equipa militar, trabalhou os aspectos onde a  colectividade falhou na primeira partida, com realce para os lançamentos à longa distância, em que esteve praticamente irreconhecível, ao converter  três triplos dos 28 tentados.
A circulação de bola em todas as áreas de jogo, bloqueios ofensivos e defensivos bem como os lançamentos livres voltaram a merecer atenção especial da dupla técnica Paulo Macedo e Walter Costa.
Tal como aconteceu no desafio de terça-feira, hoje, o equilíbrio deve voltar a prevalecer na partida, a julgar pela qualidade de jogadores dos dois planteis, que constituem a espinha dorsal da Selecção Nacional.
Uma eventual derrota da equipa caseira, pode comprometer as aspirações da equipa rubro  e negra que lutam pelo passe da final, já que as próximas duas partidas acontecem no reduto do  opositor, mais concretamente no Pavilhão do Dream Space, em Viana. Daí que, Paulo Macedo vai montar uma equipa que seja capaz de neutralizar o pendor ofensivo dos Libolenses e consequentemente, partir para o terceiro confronto em “igualdade” em termos de vitória, uma para cada. O poste Felizardo Ambrósio, que esteve abaixo do seu rendimento na terça-feira, deve dar  em princípio o seu lugar a Reggie Moore  no “cinco” inicial, onde devem constar Edson Ndoniema, Joaquim Gomes “Kikas”, Hermenegildo Santos e Edmir Lucas.
Entretanto, o Recreativo do Libolo vai entrar, certamente mais motivado, dada a vitória de terça-feira, arrancada a ferros.
Eduardo Mingas, Olímpio Cipriano, Carlos Morais e Valdelício Joaquim continuam a  ser os principais esteios da formação da vila de Calulo, que persegue o seu terceiro título nacional , depois de conquistar as edições de 2011 e  2014. Apesar da vitória, Norberto Alves, técnico principal do Libolo quer uma equipa concentrada do primeiro ao último minuto, à semelhança do que aconteceu no desafio de terça-feira.
Os adeptos militares vão  lotar novamente o Pavilhão Victorino Cunha, a fim de empurrar a  equipa para a primeira vitória nos play -off das meias-finais da 37ª edição do BIC Basket.