Africa Basquetebol

25 junho 2015

ANGOLA : Pré-selecção aprimora fundamentos



Com grupo desfalcado o Seleccionador Nacional já começou a incutir disciplina táctica aos primeiros quatro atletas
Fotografia: Melo Clemente
Aprimoramento dos fundamentos técnicos e tácticos vão dominar a primeira semana de preparação da pré-selecção nacional de basquetebol em seniores masculino, que projecta a sua  participação na 28ª edição do Campeonato Africano das Nações da Tunísia, de 19 a 30 de Agosto do ano em curso, prova selectiva para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil,  em 2016. Hoje, o combinado nacional ainda com o grupo incompleto, volta a trabalhar esta manhã a partir das 10h00, no Ginásio do Instituto Politécnico de Ciências, sita no distrito de Belas, por sinal a terceira sessão da semana.

Apesar de estar a trabalhar só com quatro atletas, dos 15 convocados para a operação Tunísia, o seleccionador nacional, Moncho López, enalteceu a entrega dos mesmos ao trabalho. Dos seis atletas da formação do 1º de Agosto, chamados pelo técnico, quatro já trabalham desde segunda-feira.
Trata-se de Reggie Moore, Felizardo Ambrósio “Miller”, Edson Ndoniema e Hermenegildo Santos, este último  a par de Moore sagraram-se campeões africanos, em Abidjan,  que acolheu a edição número 27 do Campeonato Africano das Nações.

Armando Costa e Edmir Lucas devem juntar-se nos próximos dias ao grupo de trabalho, que em princípio deve deixar Luanda, entre os dias 28 e 29 do mês em curso, com destina a Lisboa,  em trânsito para a Espanha, país que acolhe a última etapa de preparação da pré-selecção nacional que vai em busca do 12º anel continental e o apuramento para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro,  em 2016.

O Seleccionador Nacional pretende reunir o grupo até ao dia 6 de Julho, para começar a formatar o cinco nacional que vai lutar pela coroa africana.
“Esta semana as sessões de treino vão ser num modelo semelhante, muito  trabalho de passe, drible e de lançamentos dentro de uma estrutura táctica individual, no início, e colectiva posteriormente, para construirmos paulatinamente um grupo coeso na medida em que eles ganhem forma desportiva”.

Entretanto, Olímpio Cipriano, extremo base, 33 anos de idade, 1,93 centímetros, 93kg, constitui nesta altura a única preocupação da equipa técnica.
O extremo base do Recreativo do Libolo e da Selecção Nacional recupera, satisfatoriamente, de uma lesão num dos dedos da mão esquerda, conforme apurou o Jornal dos Desportos junto da equipa médica.

A Selecção Nacional disputa a fase preliminar do Afrobasket inserida do Grupo B, ao lado do Senegal, Moçambique e Marrocos. A Tunísia, país anfitrião, está no Grupo A, com Uganda, Nigéria e República Centro Africana. O Egipto, pentacampeão africano, faz parte do Grupo C, juntamente com Gabão, Mali e Camarões, ao passo que Costa do Marfim, Cabo Verde, Argélia e Zimbabwe estão inseridos no Grupo D.

O seleccionador nacional chamou os seguintes atletas: Armando Costa, Hermenegildo Santos, Edmir Lucas, Edson Ndoniema, Reggie Moore e Felizardo Ambrósio (1º de Agosto), Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas e Valdelício Joaquim (Recreativo do Libolo), Domingos Bonifácio, Leonel Paulo e Roberto Fortes (Atlético Petróleos de Luanda), Yanick Moreira (Universidade Metodista de Dallas), Sílvio Sousa (Estados Unidos).

TAÇA DE CLUBES
Lusíada confirma presença no zonal

A equipa sénior feminina de basquetebol da Universidade Lusíad  vai estrear-se no zonal de apuramento da Taça dos Clubes Campeões Africanos, que em princípio deve acontecer no país, em virtude de ter conquistado o terceiro lugar da XXX edição do Campeonato Nacional da modalidade, ao derrotar na  segunda-feira no Pavilhão Anexo número dois à Cidadela, a formação do Grupo Desportivo O Maculusso, por 47-34.

A garantia foi dada pelo director de Relações Internacionais daquela agremiação desportiva, António Luvualu de Carvalho, no final da partida em que as universitárias suplantaram a  então terceira força do basquetebol nacional. Visivelmente satisfeito com a campanha da formação da Universidade Lusíada, que conta com a liderança do técnico Alexandre Neto, o director de Relações Internacionais  assegurou o apoio incondicional  à equipa.

“Penso que depois deste terceiro lugar, que conquistamos de forma merecida, devo assegurar  que a nossa equipa vai participar pela primeira vez num zonal de apuramento para a Taça dos Clubes Campeões Africanos. A direcção da Universidade Lusíada, tudo vai fazer para garantir as melhores condições para a equipa técnica e jogadoras, pretendemos dignificar as cores da bandeira nacional”, asseverou António Luvualu de Carvalho. Entretanto, para além do terceiro lugar conquistado na XXX edição do Campeonato Nacional, a Universidade Lusíada viu ainda a atleta Helena Veiga a arrebatar o troféu de fair-play. Fineza Eusébio, do 1º de Agosto, foi considerada a MVP (Jogadora Mais Valiosa) da prova.

MILITARES CONFIRMAM DOBRADINHA DA ÉPOCA
A formação do 1º de Agosto, conquistou segunda-feira, a XXX edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores feminino, ao derrotar na segunda partida dos play-offs, a melhor de três, a equipa do Grupo Desportivo Interclube, por 67-39, confirmaram assim a dobradinha da época desportiva 2015.

Depois de terem conquistado  a Taça de Angola, as pupilas de Jaime Covilhã não deram qualquer facilidade à equipa adstrita à Polícia Nacional e confirmaram  a superioridade da época. Jaime Covilhã (1º de Agosto) foi considerado o melhor técnico, ao passo que Paulo Luvati ficou com o troféu de melhor apito.

Entretanto, Angola vai acolher no mês de Dezembro, a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, de acordo com Paulo Madeira, presidente da Federação Angolana de Basquetebol. “A Fiba-Afrique já confirmou que a prova masculina vai ser realizada no nosso país. Agora estamos a trabalhar no sentido de trazer também a competição feminina”, assegurou o número um da FAB.
M.C

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home