Africa Basquetebol

27 maio 2015

ANGOLA : Moncho presente na fase final


Moncho López desembarca na capital do país, Luanda, na próxima segunda-feira
Fotografia: Jornal de Desportos



O seleccionador nacional, Moncho López, vai testemunhar a fase final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos (BIC Basket), que arranca já na próxima terça-feira, dia dois de Junho, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto do técnico espanhol.

Moncho López desembarca na capital do país, Luanda, na próxima segunda-feira, dia 1 de Junho, proveniente de Lisboa, Portugal, onde esteve a trabalhar ao serviço do Dragan Force.

O técnico vai aproveitar a parte final da 37ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto" para observar os atletas que vão merecer a confiança do novo seleccionador nacional, visando o Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, competição a decorrer de 19 a 30 de Agosto do ano em curso, na Tunísia, selectiva ao Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
Com o núcleo dura praticamente identificado, onde constam  nomes como Armando Costa, Hermenegildo Santos,  Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Joaquim Gomes "Kikas", Reggie Moore, Eduardo Mingas, Valdelício Joaquim, Leonel Paulo e Yanick Moreira, este a militar na Universidade Metodista dos Estados Unidos da América, Moncho López vai centrar as suas atenções nos jovens jogadores que o ano passado foram lançados pelo seu antecessor, Paulo Macedo, no Campeonato do Mundo de Espanha.
As formações do Atlético Petróleos de Luanda e Recreativo do Libolo vão disputar o título da 37ª edição do BIC Basket, ao passo que o 1º de Agosto e Atlético Sport Aviação (ASA) vão brigar pelo terceiro lugar.

O Recreativo do Libolo, actual campeão nacional, varreu a formação militar nos play-offs da meia-final, por 3-0 (84-86, 84-87 e 88-77). Os petrolíferos da capital também tiveram o mesmo percurso e aplicaram 3-0 aos aviadores (88-75, 105-66 e 98-63
Contratado pela direcção da Federação Angolana de Basquetebol no princípio do ano em curso, o técnico espanhol tem como missão conquistar o décimo segundo anel continental e, consequentemente, o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

A Selecção Nacional procura a sua sétima presença em Jogos Olímpicos, depois de ter se estreado em 1992, em Barcelona, Espanha, seguindo-se as presenças de 1996, Atlanta, Estados Unidos da América, 2000, Sidney, Austrália, Atenas, Grécia, em 2004, Pequim, China, 2008 e Londres, Inglaterra, em 2012.

Já a nível do continente, o combinado nacional conquistou os Afrobasket´s de 1989, 1991, 1993, 1995, 1999, 2001, 2003, 2005, 2007, 2009 e 2013.
 No Campeonato Africano das Nações da Tunísia, a Selecção Nacional está inserida no Grupo B, ao lado das selecções de Moçambique, Senegal e Marrocos. Tunísia, país anfitrião faz parte do Grupo A, juntamente com Uganda, Nigéria e República Centro Africano. Egipto, Gabão, Mali e Camarões figuram no Grupo C, ao passo que a Costa do Marfim, Cabo Verde, Argélia e Zimbabwé.

Petrolíferos da capital recebem libolenses
A formação do Atlético Petróleos de Luanda vai receber nos dias 2 e 4 de Junho, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, o Recreativo do Libolo, para os play-offs da final da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, a melhor de sete.
Já as classificativas do terceiro lugar vai ser disputado a melhor de três, envolvendo as equipas do 1º de Agosto e Atlético Petróleos de Luanda, de acordo com o comunicado a que o Jornal dos Desportos teve acesso proveniente da Federação Angolana de Basquetebol.
Depois de terem superado com naturalidade os seus adversários nas meias-finais, petrolíferos e libolenses aprimoram os aspectos técnicos e tácticos, visando a final da 37ª edição do BIC Basket.
O base dominicano, naturalizado norte-americano, Emanuel Quezada, recupera satisfatoriamente da mazela que o afastou da terceira partida das meias-finais e deve ser opção de Lazare Adingono para o desafio da próxima terça-feira.
Com a integração de Emanuel Quezada, o técnico camaronês ao serviço dos petrolíferos da capital vai poder contar com todas as suas principais unidades.
O mesmo já não se pode dizer do Recreativo do Libolo, comandado pelo português Norberto Alves, que não vai poder contar com os préstimos de Milton Barros, base. O internacional angolano está em tratamento em Lisboa, Portugal.

Entretanto, a formação do 1º de Agosto vai ser orientada nesta ponta final da prova pelo técnico Walter Costa, adjunto do demissionário Paulo Macedo.
M.C

5 Comments:

Enviar um comentário

<< Home