Africa Basquetebol

17 março 2013

ANGOLA : Meias-finais da Taça de Angola com aliciante 1º de Agosto-Libolo


Novo duelo entre militares e calulenses

Fotografia: Francisco Bernardo
As equipas do 1º de Agosto, Petro de Luanda, Recreativo do Libolo e Atlético Sport Aviação (ASA) garantiram a passagem para as meias-finais da Taça de Angola de seniores masculinos de basquetebol, depois de suplantarem os seus opositores na última sexta-feira, nas partidas da segunda-mão dos quartos-de-final da referida prova.
Deste modo, o calendário reserva para a primeira mão das meias-finais o aliciante 1º de Agosto-Recreativo do Libolo, na terça-feira às 18h00, no pavilhão do CODENM, enquanto o Petro de Luanda recebe à mesma hora, no anexo número II da Cidadela, a formação do ASA.
Nos encontros da segunda-mão dos quartos-de-final, as atenções estiveram viradas para o pavilhão 28 de Fevereiro, onde os “militares” despacharam os “polícias” por expressivos 90-64. O Interclube fez a sua pior exibição da temporada, de acordo com o técnico da equipa adstrita ao Ministério do Interior, Alberto de Carvalho “Ginguba”. Paulo Macedo, treinador “militar”, fez jus às suas palavras, ao surpreender o adversário no seu reduto, com uma equipa muito aguerrida e uma eficácia a rondar os 92 por cento no primeiro quarto, que terminou com o resultado de 20-4.
A falta de reacção dos “polícias”, que estiveram com o sector defensivo vulnerável, surpreendeu pela negativa e acabou por retirar o brilho à partida, quando se esperava por um equilíbrio do primeiro ao último minuto, tal como aconteceu no encontro da primeira -mão, em que perderam por apenas cinco pontos (91-96).
Rendidos à superioridade do 1º de Agosto, nada mais restou ao Interclube, senão “ver a caravana passar” nos períodos seguintes. Paulo Macedo aproveitou a vantagem, que na altura estava acima dos trinta pontos, para colocar na quadra os jogadores mais novos e que têm sido pouco utilizados.
O Libolo venceu por falta de comparência o Progresso do Sambizanga (20-0). Em declarações ao Jornal de Angola, Ludjero Gomes, supervisor técnico dos sambilas, disse que a chuva que se abateu sobre Luanda esteve na base da chegada tardia ao pavilhão do Dream Space, face ao congestionamento de trânsito.
A Universidade Lusíada protagonizou a segunda surpresa na presente época, ao vencer o Petro de Luanda por 86-73, mas o saldo foi negativo para contrariar a vantagem dos “tricolores” na primeira-mão de 102-80. O ASA despachou o Vila Clotilde por 109-89, depois do triunfo apertado na primeira-mão por 106-102.

1 Comments:

Enviar um comentário

<< Home