Africa Basquetebol

15 junho 2007

ANGOLA : Zonal: Petrolíferos decepcionados com nível competitivo

Os atletas da equipa de basquetebol sénior masculina do Petro de Luanda consideram baixo o nível competitivo da 22ª edição do Zonal de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, que decorre em Maputo (Moçambique).
Em declarações à Angop, o poste Leonel Paulo mostrou-se decepcionado com a prestação das outras equipas intervenientes, apontando o 1º de Agosto como a única que mantém o equilíbrio com a sua formação.
Para o jogador de 22 anos, os representantes da Zâmbia, Moçambique e Lesotho deveriam investir mais no material humano e não só para alcançarem o mesmo patamar que as formações angolanas.
"Á excepção das equipas de Angola, mais nenhuma apresenta um basquetebol de alto nível. As outras deveriam apostar mais no desenvolvimento da modalidade por forma a melhorar a competição na zona", salientou, destacando o fraco rendimento da formação do Lesotho.
Por sua vez, o seu colega Domingos Bonifácio aponta as poucas horas de treino como causa do fraco rendimento dos adversários.
"Em Angola trabalha-se durante muito tempo. Nos outros países da nossa zona isto não é prioridade, porque muitos atletas têm outros empregos além de jogar. Notamos a admiração de alguns treinadores ao presenciarem a nossa preparação e o tempo que levamos a treinar", acrescentou.
Em três jogos, o Petro de Luanda alcançou igual número de vitórias. A formação angolana é a que até ao momento obteve maior diferença pontual (110 pontos), ao bater o Lerotholi do Lesotho por 142-32.
Participam no Zonal seis equipas, designadamente o 1º de Agosto, Petro de Luanda (Angola), os Ferroviários de Maputo e Beira (Moçambique), Lerotholi do Lesotho e Hurricanes da Zâmbia. A prova encerra no sábado e qualificam-se para a fase final as duas melhores classificadas.

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home