Africa Basquetebol

18 maio 2015

ANGOLA : Meias-finais do play-off com dois bons atractivos



O destaque das meias-finais, dos playoffs do BIC-Basket é o jogo entre o 1º de Agosto e Recreativo de Libolo
Fotografia: Jornal de Desportos
O Atlético Petróleo de Luanda e o Atlético Sport Aviação defrontam-se amanhã, no pavilhão principal da Cidadela Desportiva, na meia-final dos play  offs do campeonato nacional sénior masculino de basquetebol. Os petrolíferos e os aviadores buscam o passe para a  final do BIC-Basket'2015, num confronto que congrega cinco jogos.

Com plantéis diferenciados, quer pela qualidade dos atletas quer pelo nível de trabalho, os dois conjuntos entram no tapete da Cidadela Desportiva com a missão de começar bem a disputa dos playoffs, apesar dos petrolíferos e aviadores partirem com objectivos semelhantes: não lutar pelo título.
A equipa de Eixo-Viário liderado tecnicamente por Lazare Adingonó chega às meias-finais dos playoffs do BIC Basket'2015 na condição de líder da fase regular, perante o olhar atento do 1º de Agosto e do Recreativo de Libolo, campeão em título, que vão defrontar-se na noutra meia-final.
A renovação do plantel surtiu efeitos positivos. Com a perda das principais unidades, Petro de Luanda fez um jogo “inteligente” na gestão das partidas contra os “dinossauros”: 1º de Agosto e Recreativo de Libolo. Bago a bago e passo a passo, o Petro de Luanda colheu frutos que o coloca como principal candidato ao título.
Do outro lado está o Atlético Sport Aviação, equipa que ousou afastar o Interclube do quarteto dos playoffs do BIC Basket. Treinada por Carlos Dinis, os jovens aviadores fazem do “sacrifício” a arma letal para contrapor os “gigantes” do basquetebol. Movido pela “fé” de uma prova melhor, Carlos Dinis e pupilos prometem chegar “onde os adversários deixarem”. Uma vitória amanhã sobre os petrolíferos pode não ser surpresa. Os aviadores estão “munidos” de uma estratégia apoiada pela direcção. Os recursos extra-financeiros dotaram a equipa de competências para defrontar qualquer adversário nesta fase crucial do campeonato nacional.

1º DE AGOSTO X LIBOLO
O destaque das meias-finais, dos playoffs do BIC-Basket é o jogo entre o 1º de Agosto e Recreativo de Libolo. As duas equipas começaram a competição nacional em ângulos opostos. Os militares sempre estiveram colados à liderança e o Libolo arrastou-se na cauda para chegar às meias-finais.
A derrota na final da competição africana diante do Libolo motivou os militares do Rio Seco para a  competição doméstica. Todos os confrontos são encarados como “desforra”. Amanhã, 1º de Agosto e Recreativo de Libolo ajustam contas.
Refeito da crise “emocional,” que afectou a equipa de Calulo na fase regular, o Libolo está ciente de que a revalidação do título passa por assegurar três vitórias, nesta fase da prova. Diante do 1º de Agosto, Norberto Alves e pupilos, têm o orgulho ferido pelas derrotas sucessivas que sofreram na fase regular. No entanto, chegou a hora da devolução.
1º de Agosto e Recreativo de Libolo vão centralizar as principais cadeias de televisão dos países de língua portuguesa. Informações do Indico apontam que as audiências da DSTV aumentam em Moçambique, sempre que as duas equipas angolanas se defrontam. Tendo em conta a fase da competição nacional, os olhos vão estar presos às telas em Angola, Moçambique, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, bem como a anglófona África do Sul.

JOGO DAS ESTRELAS  -  Leonel “brilha”na Cidadela

O extremo do Petro de Luanda, Leonel Paulo, conquistou sábado, o prémio de Jogador Mais Valioso (MVP) do “Jogo das Estrelas”, ao marcar 17 pontos, na vitória da sua equipa por 55-44. Antes, já tinha sido eleito MVP da fase regular do campeonato nacional sénior masculino.O evento foi protagonizado por jogadores do Vila Clotilde, Interclube, Vila e ASA, equipas que não pertencem à nata do basquetebol nacional.

Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Eduardo Mingas, Armando Costa, Kikas Gomes, Reggie Moore, entre outros nomes sonantes do basquetebol angolano, desvalorizaram o jogo e não compareceram na Cidadela Desportiva. Perante  o cenário, o público abandonou o pavilhão, quando se apresentavam os jogadores.

A organização homenageou Victorino Cunha (ex-seleccionador nacional), Soares de Campos (ex-árbitro internacional), Edmar Victoriano “Baduna” (ex-jogador/campeão africano), Miguel Lutonda (ex-jogador/MVP de África) pelo contributo no desenvolvimento do basquetebol.
Entre os concursos em disputa, Francisco Horácio (Interclube) venceu nos triplos, Gofrey Freitas (Interclube), nos smaches; José Salvador (Universidade Lusíadas), nos shooting star; Joaquim Pedro (Petro de Luanda), nos skills. Os Kalibrados, Samara e Zona 5 animaram a abertura do evento, seguido dos jogos entre Amigos de Miguel Lutonda contra Nelito Soares, cujo resultado saldou-se em 39-33 para os primeiros. O encontro entre as celebridades encerrou o acto.

5 Comments:

Enviar um comentário

<< Home