Africa Basquetebol

30 outubro 2014

CABO VERDE : Aposta nos escalões de formação satisfaz administrador de Benguela

Benguela - O administrador municipal de Benguela, Leopoldo Muhongo, manifestou-se hoje (quinta-feira) satisfeito com a aposta do Sporting de Benguela nos escalões de formação no basquetebol, proporcionando às crianças, adolescentes e jovens desta localidade a oportunidade da prática desportiva.

Benguela: Administrador municipal, Leopoldo Muhongo
Foto: Rosário Miranda
O administrador, que falava à Angop, a propósito da participação da equipa de sub-12 do Sporting de Benguela no Torneio Internacional de Mini-basket, a realizar-se em Cabo Verde, encorajou o clube a continuar seu engajamento, a fim de consolidar sua referência como viveiro do basquetebol nacional.
“Esse grupo de crianças que seguem agora para Cabo Verde começa a ambientar-se a ares internacionais e à cultura da actividade desportiva e, mesmo que ainda não estejam moldados para a competição, já aprendem valores que serão úteis para suas vidas”, notou.
Também acredita que, dada a tradição do basquetebol angolano, a participação do Sporting de Benguela vai despertar o interesse dos clubes cabo-verdianos em saber o que é feito em Angola nos escalões de formação.
Já o presidente da Associação Provincial de Basquetebol de Benguela, Júlio Paiva, admitiu que iniciativas desta natureza são necessárias para motivar e incentivar as crianças e as camadas jovens a praticar a modalidade da bola-ao-cesto.
“Somos obrigados a fazer muito mais pelo basquetebol na nossa província, porque os clubes estão a fazer o seu trabalho”, explicou, para quem a participação do Sporting é uma actividade bastante estimulante.
Formando no Sporting de Benguela, Júlio Paiva chamou a atenção dos demais clubes da província a trabalharem igualmente com afinco, para que dentro da actividade do basquetebol emerjam frutos.
No Torneio Internacional de Cabo Verde, o Sporting de Benguela conta em masculino com Bruno Jololo, Ernesto da Silva, Ivanilson da Costa, José Calelessa, Fernando Cativa e Ricardo Garrido, enquanto na classe feminina o destaque vai para Aline Magalhães, Ana Prata, Maiacifra Sebastião, Edyana de Oliveira, Gércia João e Mariana Vaz, cujas idades variam de 10 a 12 anos.
Fundado há 99 anos, o Sporting de Benguela afigura-se actualmente como um viveiro do basquetebol em Angola, já que trabalha em todas as categorias e escalões, desde o minibasquete aos seniores.

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home