Africa Basquetebol

28 fevereiro 2014

ANGOLA :1º de Agosto e Libolo decidem liderança




Militares e libolenses jogam logo à noite no Pavilhão Victorino Cunha
Fotografia: Jornal dos Desportos
As formações do 1º de Agosto e do Recreativo do Libolo, igualados a 31 pontos na tabela classificativa, batem-se esta noite, a partir das 18h00, no Pavilhão Victorino Cunha, pela liderança isolada do Campeonato Nacional de Basquetebol, em partida da última jornada da segunda volta da fase regular.

Os militares não devem contar com os préstimos de Hermenegildo Santos, base, campeão africano pela Selecção Nacional, e Edmir Lucas, extremo-base, devido a problemas físicos, mas vão seguramente aproveitar o factor casa para se desforrarem da derrota sofrida no primeiro turno da competição e assumirem, ainda que à condição, a liderança isolada do BAI Basket, já que o seu opositor se despede apenas amanhã da fase regular, quando defrontar o Clube Amigos de Viana.

Apesar de reconhecer o potencial do Recreativo do Libolo que leva 15 triunfos e apenas uma derrota, diante do Atlético Petróleos de Luanda, por 83-102, Paulo Macedo, técnico do 1º de Agosto, não esconde o desejo de vencer esta noite o seu opositor, que pode também estar desfalcado de uma das duas principais unidades, Carlos Morais (ver peça à parte), extremo-base, que foi considerado MVP (Jogador Mais Valioso) do último Campeonato Africano das Nações, na Costa do Marfim.

Com a provável ausência do base Hermenegildo Santos, as acções ofensivas da equipa rubra e negra são lideradas pelo experiente Armando Costa, tetracampeão africano, e o não menos experiente Adilson Basa, além do categorizado Carlos Almeida.
Joaquim Gomes Kikas, Reggie Moore, Felizardo Ambrósio, Edson Ndoniema e Mário Correia são as unidades que Paulo Macedo vai utilizar para neutralizar as acções do Recreativo do Libolo.
Digerido o desaire da ronda anterior, diante do Atlético Petróleos de Luanda, a formação do Recreativo do Libolo pretende regressar às vitórias, tal como disse o seu treinador, Norberto Alves. Apesar da provável ausência de Carlos Morais, Norberto Alves dispõe de outras peças fundamentais que podem colmatar a ausência do internacional angolano. 
Olímpio Cipriano e Luís Costa, também internacionais angolanos, têm estado muito bem no BAI Basket, pelo que o técnico libolense pode encontrar um substituto à altura para tentar bater o 1º de Agosto em  pleno Pavilhão Victorino Cunha.
Equiparados em valores individuais, militares e libolenses vão seguramente proporcionar esta noite um bom espectáculo de bola ao cesto.
Os amantes da modalidade vão acorrer em massa ao “Quartel-General” do Clube Central das Forças Armadas Angolanas.
Carlos Júlio, árbitro que foi escolhido pela FIBA-MUNDO para apitar a XVII edição da Taça do Mundo, este ano em Espanha, de 30 de Agosto a 14 de Setembro, chefia o trio de juízes composto ainda por David Manuel e Osvaldo Neto.
Libolo e 1º de Agosto partilham a liderança da prova, ambos com 31 pontos, contra 27 do Atlético Petróleos de Luanda, na terceira posição. Interclube e Lusíada estão nas posições imediatas, com 25 e 24 pontos.


EM BENGUELA

Petro procura cimentar terceiro lugar


Sem qualquer possibilidade de alcançar as duas primeiras posições do BAI Basket, o Atlético Petróleos de Luanda viaja esta manhã a Benguela para defrontar hoje e amanhã o Sporting, com o fim de arrecadar quatro pontos e cimentar o terceiro lugar da fase regular da prova.
A equipa do Eixo-viário ocupa nesta altura o terceiro posto, com 27 pontos, e em caso de vitória hoje e amanhã, frente ao Sporting de Benguela, os pupilos de Lazare Adingono podem perfazer 31 pontos ao fim da fase regular do campeonato.
Com um plantel mais recheado de valores individuais, a equipa petrolífera, com maior ou menor dificuldade, vai assegurar os quatro pontos em disputa.O extremo-base Roberto Fortes, a cumprir castigo federativo, e o poste Miguel Kiala, que foi submetido a uma intervenção cirúrgica num dos joelhos, são as duas baixas dos petrolíferos.
O Sporting de Benguela, recém promovido à primeira divisão e orientado tecnicamente pelo experiente Emanuel Trovoada, vai procurar dificultar ao máximo as pretensões do Atlético Petróleos de Luanda.
O ASA, que está arredado da luta pelo título nacional, em face do oitavo lugar que ocupa na tabela classificativa, com 20 pontos, recebe às 18h30 o Interclube, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva.
A jornada nove fica completa apenas amanhã e fornece ainda os seguintes jogos: Vila Clotilde-Clube Amigos de Viana e Universidade Lusíada-Progresso do Sambizanga.
A fase regular termina amanhã com as partidas: Recreativo do Libolo-Clube Amigos de Viana e Sporting de Benguela-Atlético Petróleos de Luanda.    MC


CONTRARIEDADE

Carlos Morais  desfalca Libolo

A recuperar de uma lesão no ombro direito, o internacional Carlos Morais pode ser a grande baixa no conjunto do Recreativo do Libolo que procura esta noite           regressar às vitórias.
Com uma média de 25 pontos por jogo, o extremo-base que na presente época desportiva se transferiu para o representante de Calulo, depois de falhar a entrada na NBA, é quase uma ausência confirmada, segundo apurámos junto do departamento da equipa técnica do Libolo.
A equipa médica do Recreativo do Libolo quer recuperar totalmente o atleta a fim de aparecer em grande na segunda fase da competição, daí que a sua ausência no desafio de mais logo é quase uma certeza.Carlos Morais, a par de Eduardo Mingas, Olímpio Cipriano e do jovem Braúlio Morais, tem sido o principal responsável pela grande campanha que o Libolo efectua no nacional.

BILHETES A PREÇOS MÓDICOS 
A direção do 1º de Agosto decidiu baixar o preço dos bilhetes, ao contrário do que é habitual nos grandes jogos do BAI Basket, facto que vai contribuir para uma grande enchente do Pavilhão Victorino Cunha. Os bilhetes custam 500 kwanzas, contra os dois mil kwanzas que os clubes normalmente cobram nos desafios de grande cartaz.    MC

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home