Africa Basquetebol

19 março 2012

ANGOLA : FAB pode remarcar finalíssima

FAB forçada a adiar sine die a finalíssima devido ao protesto que 1º de Agosto apresentou
Fotografia: Jornal dos Desportos
O Conselho Jurisdicional da Federação Angolana de Basquetebol pode apresentar nas próximas horas o veredicto final do protesto apresentado pelo 1º de Agosto, facto que vai permitir a área técnica do órgão reitor da modalidade remarcar a finalíssima da 28ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores femininos, segundo apurou o Jornal dos Desportos de fonte federativa.
“O Conselho Jurisdicional é um órgão independente da Federação Angolana de Basquetebol, portanto, ela é soberana nas decisões que toma. Eles têm sete dias úteis para analisar qualquer protesto e neste caso do 1º de Agosto, que recorreu da decisão Conselho de Disciplina. Acredito que nas próximas horas sai o veredicto final e por sua vez a área técnica vai remarcar a finalíssima”, assegurou a nossa fonte.
A Federação Angolana de Basquetebol viu-se forçada a adiar sine die a finalíssima da 28ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores femininos, devido ao protesto que o Clube Central das Forças Armadas Angolanas apresentou ao Conselho Jurisdicional, face aos castigos aplicados pelo Conselho de Disciplina às atletas Nacissela Maurício, Isabel Francisco, Felizarda Jorge e Domitila Ventura.Na segunda partida dos play-offs, com vitória da formação do Interclube, por 62-52, as jogadoras das duas agremiações envolveram-se em cenas de pancadaria, quando restavam dois minutos e trinta segundos para o termo do desafio, situação que comoveu a família da “bola ao cesto”. Na ocasião, foram expulsas quatro atletas, sendo duas do Interclube, Tierra Henderson e Sónia Guadalupe, e duas do 1º de Agosto, Felizarda Jorge e Isabel Francisco.

Quatro dias depois o Conselho de Disciplina da FAB decidiu punir mais duas atletas do 1º de Agosto, na circunstância, Nacissela Maurício e Domitila Ventura, facto que forçou a apresentar o protesto junto do Conselho Jurisdicional da Federação Angolana de Basquetebol.
Isabel Francisco, do 1º de Agosto, foi castigada com cinco jogos de suspensão, Sónia Guadalupe, do Interclube levou três jogos de suspensão, Tierra Henderson (Interclube) e Domitila Ventura (1º de Agosto) apanharam cada dois jogos, ao passo que Felizarda Jorge, do 1º de Agosto foi castigada com um jogo de suspensão.

BAI Basket
Libolo vence Lusíada e mantém segundo lugar
A formação sénior masculina do Recreativo do Libolo venceu no sábado, o Clube Desportivo da Universidade Lusíada, por 90-73, em partida da sétima jornada da segunda volta do Campeonato Nacional de Basquetebol (BAI Basket), disputada no Pavilhão Anexo da Cidadela.O grémio do Kwanza-Sul, que reforçou a segunda posição com 35 pontos, ao intervalo já vencia por 42-30. Noutras partidas disputadas sábado, registaram-se os seguintes resultados:

1º Agosto - Amigos de Viana (160-52); Petro de Luanda -Sporting de Cabinda (76-49); Vila Clotilde -Vila Estoril (68-74); ASA-CDUAN (92-81); Interclube - Sporting de Luanda (82-81).A classificação está assim ordenada: 1º lugar: 1º de Agosto 37 pontos; 2º Libolo 35; 3º Petro 34; 4º Interclube 32; 5º ASA 31; 6º Sporting de Cabinda 29; 7º Lusíada 26; 8º Vila Clotilde 23; 9º Sporting de Luanda 23 10º Vila Estoril 22; 11º CDUAN 21; 12º Amigos de Viana 16.