Africa Basquetebol

31 março 2014

ANGOLA : Petrolíferos preparam deslocação

                        
Petrolíferos e polícias voltam a jogar depois de medirem forças na fase regular
Fotografia: Jornal dos Desportos
Depois da obtenção do passe de acesso para a final da Taça de Angola, mercê de duas vitórias nas meias-finais diante do Atlético Sport Aviação por 114-70 e 78-71, o Atlético Petróleos de Luanda regressa hoje às oficinas na preparação da sexta jornada do grupo A do Campeonato Nacional de Basquetebol sénior masculino, a ter lugar na próxima sexta-feira, a partir das 18h00, no pavilhão 28 de Fevereiro, diante do Interclube.

A ocupar a terceira posição na tabela classificativa, com seis pontos, fruto de duas vitórias e igual número de derrotas, a equipa petrolífera da capital, às ordens do técnico Lazare Andigono é, até agora, a mais sofredora e detém a segunda maior fasquia de pontos marcados: 331 sofridos e 313 pontos marcados.
Os tricolores já digeriram a derrota diante do Recreativo do Libolo, líder da tabela, com oito pontos, resultantes de quatro vitórias, em igual número de jogos, 330 pontos convertidos e 274 sofridos, e têm como prioridade melhorar a estrutura defensiva e dotar maior incisão no ataque. Para o efeito, a equipa médica está a trabalhar na recuperação de algumas unidades mais influentes naqueles sectores, tais como Miguel Kiala, Paulo Santana, Hermenegildo Mbunga e Leonel Paulo.

Com menos um ponto do que o 1º de Agosto, segundo classificado com sete, em função das três vitórias e um deslize, 301 convertidos e 272 permissões, o Petro de Luanda tem as lições bem estudadas, quando joga no campo do Interclube. O técnico petrolífero, Lazare Andigono, auxiliado por Manuel Silva “Gi”, sabe que jogar em casa dos polícias é sempre uma missão espinhosa, tendo em conta a situação pouco confortável do técnico Alberto Babo. A equipa do Inter ocupa a quarta posição do grupo com cinco pontos, fruto de uma vitória e três derrotas. Os polícias marcaram um total de 270 contra 284 sofridos.

O Interclube, que apenas leva vantagem sobre o Clube Universidade Lusíada, único que ainda não conheceu o sabor da vitória nesta fase em que marcou 264 pontos e sofreu 227, mantém intactos os objectivos de terminar a época entre os primeiros. O técnico Alberto Babo procura potenciar o plantel com a filosofia de jogo colectivo, depois de sofrer o desfalque de preponderantes unidades na manobra da formação da Polícia Nacional, com destaque para Eduardo Mingas, que se transferiu para o Recreativo do Libolo.

Até sexta-feira, cada uma das equipas vai procurar trabalhar até à exaustão, de modo a dignificar os adeptos com resultados positivos.

6 Comments:

Enviar um comentário

<< Home