Africa Basquetebol

30 março 2014

ANGOLA : Escassez de campos cobertos inquieta associação de Luanda

                       
Formação de cadetes angolanos é feita em campos abertos na cidade de Luanda
Fotografia: J.Soares
O coordenador da Área Técnica da Associação Provincial de Luanda de Basquetebol, José Coleca, defendeu ontem, em Luanda, a necessidade de incrementar o número de campos cobertos na capital como uma das garantias do rejuvenescimento das selecções nacionais com qualidade desejada.
O responsável associativo, que falava ao Jornal dos Desportos no final do Torneio de Abertura  da época provincial 2014 dos escalões sub-14 e Sub-18, em ambos  os sexos, que culminou com jogos nos pavilhões 28 de Fevereiro, do Eixo-Viário e do Jean Jacques da Conceição, mostrou-se satisfeito pelo trabalho realizado nos escalões de formação dos clubes luandenses, não obstantes o insuficiente número de quadras com condições para que os atletas absorvam os conhecimentos elementares da modalidade.
O facto de existirem nos dois escalões de formação atletas com grandes potencialidades, quer do ponto de vista físico, quer técnico, é, de acordo com José Coleca, "uma premissa para que as selecções nacionais sejam renovadas de forma paulatina, tendo em conta a necessidade de se manter a hegemonia do basquetebol no continente e granjear palmarés à escala mundial".
O dirigente desportivo reconhece que o género feminino ainda continua em ligeira desvantagem em termos de número de praticantes, mas, em comparação com as duas últimas épocas, nota-se um progresso satisfatório.
José Coleca reitera a necessidade de o governo provincial, através das administrações municipais, comunais e distritais, construir campos cobertos que possam ser explorados pelos agentes desportivos no processo de massificação do desporto, em particular, do basquetebol. Para José Coleca, os objectivos da realização do torneio de abertura foram concretizados em 75 por cento, apesar da ausência injustificada na final do Atlético Petróleos de Luanda, Juventude de Viana e BCA.

As atletas do 1º de Agosto, Futebol Clube Vila Clotilde, Formigas do Cazenga, Progresso do Sambizanga, Desportivo O Maculusso deixaram boas ilações na qualidade técnico-desportiva. "O objectivo deste torneio era ver como as equipas estão estruturadas, depois do defeso a que ficaram sujeitas com o término da época 2013. Notámos com agrado a forte entrega dos atletas em ambos os sexos, mas insistimos na necessidade de se expandirem os campos cobertos pelas periferias da cidade", disse José Coleca.

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home