Africa Basquetebol

31 janeiro 2012

MOÇAMBIQUE : “Nacional” de basquetebol feminino: Hoje é que são elas!

DEPOIS de ambos terem derrotado a modesta Soprotecção de Quelimane, curiosamente, por número bem expressivos, hoje é que verdadeiramente são elas. Liga Muçulmana e A Politécnica encontram-se esta noite, às 19.00 horas, no pavilhão do Desportivo, para a primeira parte da discussão do primeiro lugar do Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino.
Até ontem, a quantidade de adeptos da bola-ao-cesto presentes no recinto dos “alvi-negros” tem sido bastante fraco, no entanto, estamos em crer que hoje, tendo em consideração a grande qualidade das atletas que estarão nas quatro linhas é de prever que o panorama melhore, embora ainda não seja exactamente a decisão do título, pois essa somente acontecerá no sábado.
Esta noite, teremos em campo uma boa parte da nata do nosso básquete feminino, casos de Deolinda Ngulela, Anabela Cossa, Valerdina Manhonga, Ruth Muianga, Cátia Halar, Odélia Mafanela e Leia Dongue, pela banda “muçulmana”, treinada por Nazir Salé; Ana Flávia Azinheira, Ana Branquinho, Eduarda Chongo, Ilda Chambe e Marta Ganje, pelas “universitárias” de Miguel Guambe.
Por aquilo que foi o desenrolar do Campeonato da Cidade de Maputo, é inegável que o maior quinhão de favoritismo pertence à Liga Muçulmana, até porque reúne grande número das melhores atletas do país, mas A Politécnica tem os seus recursos e estará no campo para mostrar que também está à altura de conquistar o ceptro.
Aliás, o aliciante de a prova qualificar o representa de Moçambique nas competições africanas de 2012 constituiu um atractivo para todas as intervenientes, sendo por isso de esperar um desempenho até ao limite das suas capacidades. As “muçulmanas”, para muita gente principais candidatas ao título, não embandeiram em arco, pois sabem que enfrentarão adversárias com desejo ardente de se vingarem das derrotas nas provas da capital do país.
Entretanto, ontem, a contar para a segunda jornada deste Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino, Liga Muçulmana não quis deixar os seus créditos por mãos alheias, derrotando copiosamente Soprotecção de Quelimane pela marca de 94-32, números que superam aqueles que no dia anterior tinham sido conseguidos pela A Politécnica, que bateu as zambezianas por 75-50.
Recorde-se que a prova sofrerá uma paragem amanhã, sendo reatada na quinta-feira, prosseguindo na sexta para ser concluída no sábado.

10 Comments:

Enviar um comentário

<< Home