Africa Basquetebol

30 julho 2008

ANGOLA : Qualidades de atletas angolanas encantam técnico brasileiro

O técnico da selecção brasileira de basquetebol feminino em sub-17, Alexandre Escame, mostrou-se, terça-feira, encantado com as qualidades técnicas e físicas das atletas angolanas que participam no torneio da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Falando no final da partida em que a sua equipa venceu Angola, por 73-35, o treinador elogiou a defesa agressiva e a capacidade de recuperação de bola das angolanas.

O encontro, disputado no recinto desportivo Forte de São João, é referente a terceira jornada do torneio.

Alexandre Escame sublinhou que, apesar do resultado ser dilatado, o Brasil teve muitas dificuldades para conseguir “fugir” no marcador.
Considerou que Angola possui jogadoras com qualidades natas para a prática do basquetebol, difíceis de se encontrar no Brasil, como a altura, o físico e a técnica”.
Disse ter gostado, entre outras, das exibições das atletas Rosaria Queta, Elizabeth Mateus e Mavuba Mireille, sendo a última extremo-poste de 1,95m de altura, a mais alta da equipa. A mais baixa é a base Godinha Bongo (1,68m).
Na sua opinião, com maior volume de trabalho e mais competições internacional a selecção angolana terá, num futuro próximo, uma palavra a dizer no continente africano e a nível da CPLP.
Com esta derrota, Angola ocupa a quarta posição e complicou a possibilidade de conquistar um dos três lugares no pódio.
Depois de ter vencido na estreia a Guiné-Bissau, por 56-41, e de ter perdido diante de Moçambique por 29-70 (segunda-feira) e com o Brasil, por 35-73 (terça-feira), o conjunto nacional pode, no máximo, alcançar o quarto posto.
A prova é liderada por Portugal e Brasil com quatro pontos cada, seguidos de Moçambique, com dois (os mesmos que Angola), mas que tem vantagem no encontro entre si.
O combinado nacional realiza a sua última partida quinta-feira com Portugal e, a julgar pelo nível competitivo do adversário, dificilmente sairá na condição de vencedor. A prova é disputada no sistema de todos contra todos a uma volta.
A selecção nacional feminina de basquetebol em sub-17 participou pela última vez numa competição internacional em 1997, nos jogos da CPLP realizados em Moçambique, no qual obteve o terceiro lugar.

39 Comments:

Enviar um comentário

<< Home