Africa Basquetebol

30 Novembro 2012

ANGOLA : FAB-Afrique altera modelo de provas


Sofrimento disse que novos moldes incentivam os governos a investir nas infra-estruturas
Fotografia: Santos Pedro
Os Campeonatos Africanos de Basquetebol em seniores masculinos, vulgo Afrobasket, já não serão provas qualificativas para os Campeonatos do Mundo e Jogos Olímpicos a partir de 2015. A deliberação saiu recentemente do congresso do organismo que tutela a modalidade a nível do continente africano, no caso, a Fiba-Afrique, conclave realizado no Cairo, Egipto, entre os dias 21 e 22 do mês em curso. Angola esteve representada no evento pelo chefe do Gabinete Técnico e de Formação da Federação Angolana de Basquetebol, Tony Sofrimento, ele que preside igualmente a comissão de basquetebol jovem da Fiba-Afrique.

Ao contrário do que acontece até agora, a partir de 2017 o apuramento, quer para o Campeonato do Mundo, quer para os Jogos Olímpicos, é feito por meio de eliminatórias, à semelhança do que acontece no futebol, tendo como base a criação de zonas. Este modelo vai permitir que as selecções nacionais possam jogar diante do seu público, facto que não acontecia no anterior modelo. Tony Sofrimento considerou de proveitosas as deliberações saídas do conclave da Fiba-Afrique, que são ratificadas em Janeiro ou Fevereiro de 2013, na reunião do organismo que tutela a modalidade no continente africano.
“Foi uma boa reunião. O congresso tomou conhecimento do novo estatuto da Fiba-Mundo, como é óbvio. O novo estatuto da Fiba-Mundo altera completamento o actual porque introduz uma ligação directa entre a Fiba-Mundo e a Fiba-Afrique. Por isso, a Fiba-Afrique por este estatuto passa a ser uma zona da Fiba cuja autonomia depende dos estatutos da Fiba-Mundo. Quer dizer, qualquer articulado da Fiba-Afrique que contrarie os estatutos da Fiba-Mundo não é aceite pelo organismo que tutela a modalidade no mundo”, declarou Tony Sofrrimento.
Para além da criação do novo estatuto, assim como a alteração do modelo de competições, a candidatura dos corpos gerentes passa a ser liberalizado, ou seja, quem quiser assumir um determinado cargo pode candidatar-se, acabando com o modelo de rotatividade. Os Campeonatos do Mundo passam a ser realizados em anos ímpares, ao contrário do que acontece actualmente. Deste modo, depois do Campeonato do Mundo de Espanha, a ser realizado em 2014, o próximo mundial é realizado apenas em 2019. Esta decisão surgiu em função do Campeonato Mundo de Futebol consumir normalmente a audiência nos órgãos de comunicação social, ao contrário do basquetebol, que realiza a sua prova um mês depois.
O continente africano passa a fornecer cinco representantes para o Campeonato do Mundo, a América sete, Ásia sete e Europa 12. A prova passa de 24 para 32 selecções. Para os Jogos Olímpicos, o continente apura apenas um representante, ao passo que o segundo disputa o pré-olímpico. O campeonato Africano das Nações de 2013, a decorrer na Costa do Marfim, é deste modo a última prova a apurar os três representantes para o Campeonato do Mundo de 2014. Tony Sofrimento lamentou a morte do presidente da federação senegalesa de basquetebol durante o congresso.

ELEIÇÕES NA FAB

Candidatos partem para o interior


Depois do debate radiofónico, promovido ontem pela Rádio Cinco, canal desportivo da Rádio Nacional de Angola, os três candidatos à presidência da Federação Angolana de Basquetebol partiram de imediato para o interior do país, à procura do voto para a eleição do dia 8 de Dezembro próximo. Conceição Sampaio, líder da lista A, Paulo Alexandre Madeira, candidato da lista B e António Henriques da Silva, que encabeça a lista C são os candidatos. Sem conhecerem ainda a população votante definitiva, em virtude de até ao meio dia de ontem, a Comissão Nacional Eleitoral, presidida por Cardoso de Lima, não se ter pronunciado a respeito, os candidatos decidiram partir para a caça ao voto, dado o curto período de campanha.

Os hipotéticos substitutos de Gustavo Vaz da Conceição na presidência da Federação Angolana de Basquetebol têm apenas oito dias para apresentarem ao eleitorado os programas de acção para o quadriénio 2012/2016. Conceição Sampaio, a segunda mulher a concorrer às eleições de uma instituição desportiva, depois de Manuela Oliveira, no ASA, escolheu a província de Benguela para dar início à sua campanha que vai culminar na província mais ao norte do país, Cabinda. Huíla, Namibe, Bié e Lunda-Sul são as próximas cidades a serem visitadas pela candidata Conceição Sampaio, que tenciona trazer para Angola o Afrobasket em seniores femininos, em 2015, caso seja eleita para os próximos quatro anos.
Paulo Alexandre Madeira, concorrente da lista B, que propôs o afastamento da lista C, liderada por António Henriques da Silva, partiu para a província do Huambo, onde vai apresentar as suas linhas de força para o ciclo 2012/2016. Posteriormente, o candidato proposto pela direcção cessante segue em direcção ao Bié. Benguela, Huíla, Namibe, Cabinda, Lunda-Sul e Kwanza-Sul constam igualmente do programa de visitas de Paulo Alexandre Madeira. António Henriques da Silva, líder da lista C, parte para província do Bié, onde vai apresentar o seu programa de acção aos eleitores locais. O líder da lista C, que aposta na manutenção da hegemonia no continente africano, quer a nível de selecções, quer a nível de clubes, escolheu a província do Huambo como a próxima paragem obrigatória. MC

BAI Basket
Prova faz disputar hoje três partidas


Sem as equipas do Petro de Luanda, 1º de Agosto e Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul, formações que disputam a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculinos, com palco em Malabo, Guiné Equatorial, a XXXV edição do Campeonato Nacional, vulgo BAI Basket, realiza hoje apenas três partidas, das cinco previstas, referentes à quinta jornada. O ASA, de Carlos Dinis, recebe a partir das 16h00, no Pavilhão do CODENM, o Futebol Clube Vila Clotilde, num desafio onde os aviadores são claramente favoritos à conquista dos dois pontos. Na outra partida do dia, o Clube Desportivo Universidade Lusíada defronta às 18h00, no Pavilhão do CODENM, o Clube Desportivo da Universidade Agostinho Neto.

A formação do Interclube antecipou o desafio de amanhã frente ao Vila, para hoje. As partidas Libolo-Progresso, Petro de Luanda-Interclube e 1º de Agosto-Clube de Amigos de Viana ficam adiadas.Amanhã, a competição prossegue com a disputa da sexta jornada, realizando-se apenas uma partida: ASA-Progresso, às 18h00, no Pavilhão do CODENM. MC