Africa Basquetebol

28 novembro 2012

ANGOLA : População votante é definida amanhã


Cardoso de Lima, presidente da Comissão Nacional Eleitoral
Fotografia: Jornal dos Desportos
A população votante nas eleições da Federação Angolana de Basquetebol é definida amanhã, segundo informou Cardoso de Lima, presidente da Comissão Nacional Eleitoral.A reunião para a definição da população votante conta com a participação de um representante do Ministério da Juventude e Desportos.Cardoso de Lima esclareceu, além disso, que a Comissão Nacional Eleitoral elaborou o calendário em função da data das eleições, definida previamente pela Federação Angolana de Basquetebol, respondendo às dúvidas sobre o curto período de campanha eleitoral.

Caça ao voto agita candidatos

Os três concorrentes à presidência da Federação Angolana de Basquetebol para o quadriénio 2012/2016 começam, a partir de hoje, a efectuar contactos junto da população votante, de forma a garantir uma vitória nas eleições de 8 de Dezembro.Depois de os candidatos terem entregue as listas ontem à Comissão Nacional Eleitoral, presidida por Cardoso de Lima, o órgão que vai supervisionar o processo eleitoral aprovou as três listas concorrentes.A candidata Conceição Sampaio foi a primeira a entregar a sua lista, tendo por isso recebido a designação de lista A, seguida da lista liderada por Paulo Alexandre Madeira (B), que teve como portador Eurico Paulo Tavares de Sousa Araújo, ao passo que António Bi-Figueiredo foi o portador da lista encabeçada por António Henriques da Silva (C).
Com o início hoje da campanha eleitoral, os três concorrentes ao cadeirão máximo da FAB têm até à meia-noite do dia 6 de Dezembro para convenceram o eleitorado, que está a espera de um programa que seja capaz de relançar a modalidade nos próximos quatro anos, tanto a nível doméstico como além fronteiras.Em declarações à comunicação social, a candidata Conceição Sampaio afirmou que a sua campanha vai começar hoje na província de Benguela, passando posteriormente pela Huíla, Namibe, Bié, Lunda-Sul e culminado na província mais ao norte do país, Cabinda.De facto, a nossa campanha começa amanhã (hoje) e escolhemos a província de Benguela para apresentar o nosso programa referente ao quadriénio 2012/1016”.Conceição Sampaio reiterou a sua confiança no escrutínio do dia 8 de Dezembro, tendo aplaudido o surgimento de três listas.A lista liderada por Paulo Alexandre Madeira, candidato proposto pela direcção cessante, vai começar o seu périplo na província do Huambo, um dos “bastiões” da modalidade.

Eurico Araújo disse que os contactos preliminares foram feitos e vão aproveitar os oito dias de campanha para consolidarem as bases para as eleições.“Acabámos de dar o primeiro passo, que foi a entrega da nossa lista. Vamos iniciar amanhã a nossa campanha, começando na província do Huambo. Depois, vamos para o Bié, Benguela, Huíla, Namibe, Cabinda, Lunda-Sul e vamos finalizar na província do Kwanza-Sul”, asseverou Eurico Araújo.Por seu turno, a lista C, liderada por António Henriques da Silva “Tony Dinguanza”, vai anunciar nas próximas horas o nome da província onde começa a sua campanha eleitoral, segundo fez saber António Bi-Figueiredo.

“Primeiro, queremos saber o calendário dos nossos opositores para não colidirmos durante a campanha. Até amanhã (hoje), já teremos definido a província onde vamos começar a apresentar o nosso programa”, disse.António Bi-Figueiredo mostrou-se preocupado pela facto da Comissão Nacional Eleitoral não ter feito chegar o comunica do calendário eleitoral aos candidatos. “Nós tivemos alguma dificuldade em compor o processo, porque, não sei se foi com intenção ou não, ele está a começar um pouco atabalhoado, uma vez que só ontem é que tivemos contacto com o calendário eleitoral”, lamentou o candidato a vice-presidente.

Reconhecimento
Bi-Figueiredo defende estatuto especial para o lendário Jean Jacques da Conceição


António Bi-Figueiredo defendeu ontem a criação de um estatuto especial para Jean Jacques da Conceição, porque, em seu entender, o ex-internacional angolano faz parte de um projecto para o desenvolvimento do basquetebol angolano no futuro.Para o candidato a vice-presidente na lista encabeçado por António Henriques da Silva, Jean Jacques da Conceição não faz parte da lista C, mas faz parte do projecto do futuro do basquetebol. Por isso, pediu aos concorrentes para terem exactamente a mesma visão.
“O Jean Jacques não faz parte da nossa lista, ele faz parte do projecto do futuro do basquetebol e nós esperamos, no âmbito da campanha e no âmbito do futuro da modalidade, que todos os candidatos consigam chegar a este entendimento que, ganhando o A, B ou C, se encontre um estatuto que se pretende para o Jean Jacques da Conceição”.António Bi-Figueiredo disse, por outro lado, que pretendem transformar o ex-internacional angolano, que brilhou no Sport Lisboa e Benfica, e no Limmões de França, no Eusébio de Angola.“Queremos lutar para que ele tenha este reconhecimento, inclusive com a decisão do Estado”.Ao finalizar, António Bi-Figueiredo apelou ao civismo durante a campanha, defendendo, por isso, a coordenação do calendário de visitas dos candidatos, de modo a não colidir durante a campanha eleitoral.

História
Federação procura quinto presidente


No dia 8 de Dezembro, os amantes da “bola ao cesto” vão conhecer o quinto presidente na história da Federação Angolana de Basquetebol, para o quadriénio 2012/2016.José Jaime de Castro Guimarães “Periquito” foi o primeiro presidente da FAB, durante dez anos (1977/1987). Carlos Manuel Patrício Teixeira “Caji” governou a direcção da federação de 1987 a 1996, tendo António Pires Ferreira assumido a presidência da FAB no período compreendido de 1996 a 2005.Gustavo Vaz Dias da Conceição assumiu o cadeirão da FAB em 2005 e teve dois mandatos.

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home