Africa Basquetebol

24 outubro 2012

ANGOLA : O Pavilhão da Cidadela encerrado para obras.


Obras no Pavilhão estão a decorrer a bom ritmo
Fotografia: Jornal dos Desportos
O Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, em Luanda, está encerrado por tempo indeterminado, para obras de restauro, apurou o Jornal dos Desportos de fonte próxima da direcção do Complexo da Cidadela.A direcção do complexo, liderada por José Dias, notificou já as diferentes federações nacionais e clubes sobre a inoperância da infra-estrutura desportiva.
“Como sabe, o Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, de um tempo a esta parte tem recebido obras de restauro. Infelizmente, não sabemos quando é que terminam, pelo que, estaremos encerrados por tempo indeterminado”, assegurou a nossa fonte.O Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva volta a receber obras de restauro, depois de 2007, altura em que o país albergou pela segunda vez a fase final do Campeonato Africano das Nações de basquetebol em seniores masculinos, vulgo Afrobasket.
As intervenções estão a ser feitas a nível dos balneários, substituições de alguns telhados quebrados, para além da pintura. Com o encerramento do Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva ficou reduzido ainda mais o número de quadras a nível da capital do país.As formações do Petro de Luanda, Recreativo do Libolo e ASA, principais utilizadores, devem encontrar soluções, dado o início do Campeonato Nacional, aprazado para 17 de Novembro próximo.O Jornal dos Desportos procurou ouvir o director do Complexo da Cidadela Desportiva para mais esclarecimentos, mas foi mal sucedido.

Em Novembro
Federação prepara assembleia-geral


Depois de concluir e apresentar o relatório ao Comité Olímpico Angolano (COA) sobre a participação da selecção sénior feminina nos Jogos Olímpicos de Londres, a direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) ultima os preparativos para a realização da sua assembleia-geral, agendada para o mês de Novembro, apurou o Jornal dos Desportos de fonte federativa.
A nossa fonte disse que o órgão reitor da modalidade vai nos próximos dias anunciar a data da realização da sua reunião magna, que define a data do pleito eleitoral assim como a nomeação da Comissão Nacional Eleitoral.A assembleia-geral vai ainda analisar e aprovar o relatório e contas das actividades desenvolvidas pela federação nos últimos dois anos.
Gustavo da Conceição, presidente cessante da Federação Angolana de Basquetebol, em declarações à Rádio Cinco, no programa a grande entrevista, assegurou que não vai candidatar-se a um terceiro mandato.Gustavo da Conceição assumiu a presidência da Federação Angolana de Basquetebol em 2005, substituindo no cargo António Pires Ferreira.
Vários são os nomes apontados para substituir o ex-internacional angolano. Carlos Cunha, actual presidente da mesa da assembleia-geral, Jean Jacques da Conceição, vice-presidente da federação e António Henriques, ex-PCA da Televisão Pública de Angola são apontados como possíveis candidatos ao cadeirão da FAB.

BAI Basket
Falta de confirmação  condiciona calendário


A elaboração do calendário definitivo do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores masculinos, vulgo BAI Basket, está condicionada, em virtude de algumas equipas até aqui não terem confirmado a sua participação na edição 35 do “Nacional” junto da direcção técnica da FAB.Os clubes Promade Misto de Cabinda e Sporting de Luanda até ao momento não comunicaram de forma oficial as suas participações na XXXV edição do BAI Basket, prova que arranca a 17 de Novembro próximo.

José Quizola, membro da área técnica da federação angolana da modalidade, disse que esta situação está a criar alguns embaraços.“Infelizmente, ainda não elaborámos o calendário definitivo porque existem equipas que não confirmaram ainda as suas participações no Nacional. Refiro-me ao Promade Misto de Cabinda e Sporting de Luanda.”Caso a situação se mantenha nos próximos dias, a área técnica vê-se na obrigação de elaborar um calendário com apenas nove equipas.

15 Comments:

Enviar um comentário

<< Home