Africa Basquetebol

23 abril 2012

ANGOLA : Reggie Moore é o mais valioso da primeira fase do Bai Basket

Reggie Moore ambiciona título nacional na formação militar
Fotografia: Jornal dos Desportos
O extremo-poste norte-americano, ao serviço do 1º de Agosto, Reggie Moore, é, de momento, o jogador mais valioso da 34ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol sénior masculino (Bai Basket), cuja fase final da série A arranca na sexta-feira.

Com 428 pontos, Reggie Moore tem a média de 73,3 por cento nos lançamentos de dois pontos, nos quais converteu 88 dos 120 tentados. Na lista de jogadores que têm um mínimo de quatro lançamentos por jogo, Reggie Moore ocupa a segunda posição, atrás de Olímpio Cipriano, com 76 convertidos, em 93 tentados, o que perfaz 77,4 por cento.

Cipriano tem ainda 34 ressaltos ofensivos, contra 94 defensivos, num total de 128. O atleta marcou 296 pontos para a equipa militar, efectuou 58 assistências e 44 recuperações. Depois de ajudar a equipa a conquistar a 34º Taça de Angola, Reggie tem como meta tornar-se campeão nacional, por isso promete trabalhar com maior intensidade na fase derradeira da maior competição basquetebolística no país.
“Sou um homem de desafios e nunca gosto de perder. Estou satisfeito por ajudar o 1º de Agosto, que me dá excelentes condições de trabalho, e com o apoio dos meus colegas, vamos lutar para sermos campeões de Angola”. O poste do Atlético Petróleos de Luanda, Miguel Kiala, é o líder dos ressaltos, com 148 pontos defensivos, contra 59 ofensivos, num total de 207 tentados e 29 tampões. Miguel Kiala é também o segundo atleta mais faltoso, com 71, atrás de Zola Paulo, da Universidade Lusíada, que lidera a lista cm 74 faltas.

A contas com uma lesão, Miguel Kiala espera estar disponível para disputar a série B da fase final, depois de ter desfalcado a formação do Eixo Viário na disputa da Taça de Angola, da qual foi afastada nas meias-finais pelo 1º de Agosto. O extremo poste do Recreativo do Libolo, Francisco Sousa, é o líder das assistências, com 118, seguido do seu colega de equipa, Olímpio Cipriano, com 87, e Armando Costa, 1º de Agosto, com 72.

O melhor marcador da primeira fase é Joel Almeida, do Atlético Sport Aviação, que completou 395 pontos, à frente de Luís Costa, do Libolo, com 361 e Wilson Carvalho, do ASA, 330. Wilson Manuel, da Lusíada, e Eduardo Mingas, Interclube, partilham a liderança nas recuperações, com 52 cada, secundados por Kevin Ghoffney, também da formação da polícia.

Na HuílaProjecto de massificação desportiva
movimenta mais de cem petizes

Um projecto de massificação desportiva de basquetebol denominado “Logos”, é implementado na cidade do Lubango, pela área social do Banco Privado Atlântico. O projecto que movimenta mais de 100 petizes dos 5 aos 17 anos de idade é coordenado técnicamente por Emanuel Trovoada, antigo treinador da selecção de Cabo-Verde, dos escalões de formação e seniores do Clube Desportivo da Huíla.
Inserir os jovens na prática da actividade desportiva é uma das metas da instituição mentora do projecto. O director Social e Corporativo do Banco Privado Atlético, Valdemar Tavares, que esteve na passada quarta-feira na Huíla com o propósito de localizar um lugar que sirva de sede de funcionamento do projecto “Logos”, referiu que o Banco Atlântico, vai apoiar a prática desportiva nas terras altas da Chela com realce para o basquetebol e outras modalidades.

“O que me trouxe ao Lubango é passar a informação e a visão daquilo que é o projecto de massificação de basquetebol “Logos”, sendo responsabilidade social do Banco Privado Atlântico. Nesta cidade, estamos a desenvolver por enquanto a actividade de basquetebol mas a posterior a ideia é alargarmos o nosso leque de actividades praticando outras modalidades”, garantiu. Valdemar Tavares avançou ainda que a meta é atingir até fim de Dezembro cerca de 500 petizes.

6 Comments:

Enviar um comentário

<< Home