Africa Basquetebol

28 agosto 2011

ANGOLA : Hoje é o dia da verdade


A Selecção Nacional defronta hoje, a partir das 16h30 minutos, no Palácio dos Desportos e Cultura de Antananarivo, a selecção da Tunísia para a final da XXVI edição do Campeonato Africano das Nações. Ontem, para as meias-finais, os campeões africanos bateram a Nigéria, por 76-68, quando ao intervalo se registava um empate a 37 pontos. Angolanos e tunisinos vão bater-se pelo apuramentos aos Jogos Olímpicos de Londres, a disputar-se de 28 de Julho a 12 de Agosto de 2012. Ontem, a partida começou de feição para os nigerianos, que começaram a vencer por um parcial de 4-0, quando estavam decorridos dois minutos do primeiro período.

Os campeões africanos, liderados pelo poste Eduardo Mingas, conseguiram igualar o marcador, quando estavam decorridos três minutos. Mais possantes em termos de altura e peso, os nigerianos terminaram o quarto inicial em vantagem de oito pontos (15-23). Com uma defesa organizada, onde era privilegiada a circulação da bola em todas as áreas de jogo, e um ataque eficiente, a Selecção Nacional contou com mais de 200 adeptos idos de Luanda e venceu o segundo quarto por um parcial de 22-14, o que perfez 37-37, ao cabo dos primeiros 20 minutos.

Com Eduardo Mingas em dia de graça e bem auxiliado pelo Armando Costa, Carlos Morais, Joaquim Gomes “Kikas”, Felizardo Ambrósio e o irreverente Leonel Paulo, os campeões africanos, que vão à busca do 11º título continental e o apuramento aos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, tiveram o domínio das operações, ante uma Nigéria que apostava no físico para contrapor aos angolanos, que hoje disputam a 13ª final. À semelhança do primeiro quarto, os angolanos perderam no terceiro, por 19-17, tendo os nigerianos terminado em vantagem de dois pontos (54-56).

No quarto derradeiro, a Selecção Nacional exibiu-se à campeã e conseguiu um parcial de 22-12, para a tristeza dos nigerianos que sonhavam disputar uma final. Eduardo Mingas e Joaquim Gomes “Kikas”, ambos com 15 pontos, e Leonel Paulo, com 14, foram os melhores marcadores do cinco nacional. Do lado nigeriano, Ejike Ugboaja destacou-se com 16 pontos. O veterano Oyedeji Olumide, que foi bem marcado por “Kikas”, conseguiu apenas quatro pontos. Mingas foi o rei dos ressaltos com 12, sendo cinco ofensivos e sete defensivos. Na outra meia-final, a selecção da Tunísia derrotou a Costa do Marfim, actual vice-campeã africana, por 60 - 57.

Nigéria e Costa do Marfim
lutam pela medalha de bronze

As selecções da Nigéria e da Costa do Marfim disputam, hoje, a partir das 14 horas, no Palácio dos Desportos e Cultura de Antananarivo, a partida classificativa do terceiro e quarto lugares. A Nigéria foi impotente e perdeu ontem frente a Selecção Nacional, por 68-76, ao passo que a Costa do Marfim perdeu diante da Tunísia, por 57-60.

Angola pode organizar
Campeonato do Mundo

O continente africano pode acolher nos próximos anos, uma fase final de um Campeonato do Mundo de Basquetebol em seniores masculinos. Os altos funcionários da FIBA-Mundo manifestaram este desejo, na última sexta-feira, no jantar de gala que serviu para assinalar os 50 anos de existência da FIBA-Afrique, de acordo com Tony Sofrimento, chefe do Gabinete Técnico e de Formação da Federação Angolana de Basquetebol, em declarações ao “Jornal dos Desportos”.

“Existe a vontade dos dirigentes da FIBA-Mundo organizarem nos próximos anos uma fase final de um Campeonato do Mundo de Basquetebol em seniores masculinos, no continente africano”, disse. Questionado se Angola está em condições de albergar o certame, Tony Sofrimento afirmou que é um assunto que tem de ser analisado primeiro pelas autoridades angolanas. O Campeonato do Mundo de 2014 vai ser disputado em Espanha.
Melo Clemente

Ficha técnica

Pavilhão: Palácio dos Desportos
Capacidade: Cinco mil
Arbitragem: Joseph Bissang (França), Vitalis Gode (Quénia), Nachid Messaqudi (Argélia)
Comissário: Fode Conde (Guiné).
Angola: Valdelício Joaquim (0), Armando Costa (9), Carlos Morais (7), Domingos Bonifácio (3), Simão Santos (0), Leonel Paulo (14), Joaquim Gomes “kikas” (15), Miguel Kiala (0), Felizardo Ambrósio (11), Jorge Taty (0), Milton Barros (2), Eduardo Mingas (15). Treinador: Jaime Covilhã (angolano).

Nigéria: Solomon Ttat (0), Ime Udoka (11), Jayson Obazuaye (0 ), Abubakar Usman (3), Michel Umen (12), Chinedu Onyeuku ( 0), Ikechukwu Ofoegbu (7), Stanley Gumut (0), Ejike Ugboaja (16), Derrick Obasohan (13), Ezenwa Ukeagu (2), Olumide Oyedeji (4).
Treinador: Ayo Bakare
Marcha do marcador: 24-24, 36-46, 55-59, 76-76, 84-83

Declarações dos técnicos
Jaime Covilhã | Angola

“Estamos de parabéns”

O técnico principal da Selecção Nacional, Jaime Covilha, afirmou ontem, após o triunfo sobre a Nigéria, por 76-68, que para o jogo de hoje, diante da Tunísia não haá margem para erros, já que a meta passa pela conquista do 11º título continental. “Quero felicitar o grupo pelo espírito de sacrifício que tem demonstrado ao longo das partidas. Agora, que estamos na final, não há margem para erros”, alertou o jovem treinador que pode inscrever o seu nome na lista restrita de técnicos angolanos vencedores.

AYO BAKARE | NIGÉRIA
“Falou mais alto a experiência”

O técnico nigeriano apontou a maior experiência dos angolanos, como a chave da vitória do cinco nacional que prepara a conquista de mais um título africano. “Não há dúvidas de que a experiência dos jogadores angolanos foi fundamental para que a Selecção de Angola ganhasse o desafio. Outra vantagem é que os jogadores angolanos actuam todos em Angola.

Ângelo e Jean Jacques foram homenageados

Os antigos internacionais angolanos, Jean Jacques da Conceição e Ângelo Vitoriano, foram homenageados em Antananarivo, pelo FIBA-Afrique, organismo que tutela o basquetebol no continente africano, durante um jantar de gala que serviu para comemorar os 50 anos da instituição. Jean Jacques da Conceição, vice-presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), foi distinguido como melhor jogador de todos os tempos.Visivelmente emocionado na hora de receber o galardão, Jean Jacques da Conceição enalteceu os treinadores angolanos, em particular o professor Vitorino, Cunha pelo trabalho desenvolvido para o engrandecimento do basquetebol angolano no contexto das nações.

“Gostaria de dedicar este prémio a todos os treinadores angolanos que após a independência trabalharam em prol do basquetebol. E como não podia deixar de ser aqui vai o meu carinho para o professor Vitorino Cunha, o grande artífice do basquetebol angolano. Quero dedicar igualmente este prémio ao povo angolano e como é óbvio à minha família, que sempre me apoiou”, finalizou o expoente máximo do basquetebol angolano. Ângelo Vitoriano, antigo capitão dos campeões africanos, também mereceu distinção na gala da FIBA-Afrique.

Edmar Vitoriano “Baduna”, ex-internacional angolana e irmão mais novo de Ângelo Vitoriano, recebeu o prémio do ex-capitão da Selecção Nacional. O professor Vitorino Cunha, técnico que conquistou três títulos consecutivos com a Selecção Nacional também foi distinguido pela FIBA-Afrique, numa gala em que os angolanos brilharam.
Melo Clemente, em Antananarivo

Camarões conquistam sétimo lugar

Depois de ter perdido por falta da comparência, por (20-0), frente à República Centro Africana, a selecção dos Camarões venceu ontem, no Palácio dos Desportos e Cultura de Antananarivo, a sua similar de Marrocos, por escassos dois pontos (69-67), para as classificativas do sétimo e oitavos lugares. Com este resultado, os Camarões, que foram afastados dos quartos-de-final por Angola, numa partida dramática, em que o cinco nacional venceu por 84-83, ocuparam o sétimo lugar da XXVI edição do Campeonato Africano das Nações da “bola ao cesto” que amanhã termina. A selecção de Marrocos ficou com o oitavo lugar da prova.

Para as classificativas do quinto e sexto lugares, a selecção do Senegal derrotou a sua congénere da República Centro Africana, por 93-71. Os Camarões baixaram três lugares em relação ao campeonato da Líbia. Os senegales melhoraram dois lugares, de sétimo para quinto classificado. Quem também melhorou a prestação da edição passada foi a selecção de Marrocos que ocupou o oitavo posto, contra do écimo segundo lugar do Afrobasket da Líbia.
Melo Clemente

Segundo e terceiro classificados disputam o torneio pré-olímpico

O vencedor da XXVI edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol em seniores masculinos apura-se automaticamente para os Jogos Olímpicos de Londres, a disputar-se de 28 de Julho a 12 de Agosto de 2012. O segundo e o terceiro classificados vão disputar o torneio pré-olímpico para alcançar o passe de acesso à maior cimeira desportiva mundial (Jogos Olímpicos). A Selecção Nacional persegue a sua sexta presença consecutiva nos Jogos Olímpicos, depois das participações de 1992, em Barcelona (Espanha), Atlanta’96 (Estados Unidos da América), Sidney’2000 (Austrália), Atenas’2004 (Grécia) e Pequim’ 2008 (República Popular da China). Melo Clemente