Africa Basquetebol

26 maio 2013

ANGOLA : Papangulo aguarda chamada à selecção


Fotografia: Jornal de Angola
O extremo do 1º de Agosto Islândio Manuel “Papangulo” aguarda ansioso pela convocatória da Selecção Nacional de basquetebol sénior masculina, a ser tornada pública na próxima quinta-feira, em conferência de imprensa, a decorrer na sede da Federação Angolana da modalidade (FAB).
Depois de se sagrar campeão nacional com o seu clube, o jogador de 22 anos, 1,94m de altura e 93kg, traçou como objectivo chegar à pré-selecção nacional, cuja preparação arranca a 16 de Junho, na província do Bié, visando a disputa do Campeonato Africano das Nações, Afrobasket 2013, de 20 a 31 de Agosto, em Abidjan, Costa do Marfim.
“O objectivo de qualquer atleta, seja ele mais velho ou mais novo, é representar a selecção do seu país. Embora com menos idade em relação a muitos dos prováveis convocados, não fujo à regra enquanto jogador. Gostaria muito de poder estar na pré-selecção”, confessou.
Na eventualidade de o seleccionador nacional, José Carlos Guimarães, o convocar, Islândio Manuel, promete empenho e dedicação, de modo a dificultar as contas do treinador.
“Se for chamado, vou dar o máximo para estar entre os 12. Seria uma honra para mim ajudar a selecção a reconquistar o Afrobasket perdido em 2011. O objectivo é voltarmos a sagrar-nos campeões africanos”.
Quanto à conquista do Campeonato Nacional, o extremo, oriundo dos escalões de formação do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, é de opinião que “este foi o campeonato mais difícil e disputado que alguma vez vi em Angola”.
Islândio considera o Recreativo do Libolo a equipa mais difícil de vencer porque, contra o Petro de Luanda, “os jogadores entram já motivados. Sabemos que o campo enche e o é o nosso eterno rival. Mas contra o Libolo não. Temos de nos transcender”.
Em relação a Paulo Macedo, seu treinador nos juniores e agora nos seniores, o jogador diz que só tem a dizer coisas boas. “Até agora, trata-me como um atleta júnior, o que honestamente gosto. Não é por jogar com atletas experientes que tenho de pensar que já sei tudo. Tenho de continuar a trabalhar com humildade e afinco. O nosso técnico merece as distinções que recebeu, assim como ser campeão nacional”.
No Afrobasket, Angola está no grupo C, ao lado da República Centro Africana (RCA), Moçambique e Cabo-Verde. O grupo A, é constituído pela Costa do Marfim, Egipto, Senegal e Argélia. O B inclui a Tunísia, Ruanda, Burkina-Faso e Marrocos, e o D, Nigéria, Camarões, Congo e Mali.

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home