Africa Basquetebol

19 agosto 2012

CABO VERDE : Cabo Verde perde com Senegal e tem hoje finalíssima contra o Mali

Cabo Verde perde com Senegal e tem hoje finalíssima contra o Mali


Ou tudo ou nada. Depois de perder na noite desta sexta-feira com o Senegal por 68 – 52, em jogo da quinta jornada do torneio da Zona II, a selecção cabo-verdiana de basquetebol tem este sábado uma autêntica final contra o Mali, onde só a vitória interessa ao almejado apuramento para o Afrobasket’2013, na Costa do Marfim.

Depois da vitória sobre o Senegal na primeira volta, Cabo Verde sabia que não iria voltar a ter tarefa fácil, pois os senegaleses iam fazer tudo para a desforra. E assim aconteceu. A turma nacional entrou mais uma vez muito mal na partida e esbarrou na concentração, eficácia e segurança do Senegal, tanto na defesa quanto no ataque.
Ao fim do primeiro período, o placar marcava 15 pontos para cada lado, mas no segundo período o Senegal aproveitou os muitos erros da equipa nacional e passou à frente: 38 – 25. Cabo Verde tentava jogar mais com o coração do que com a cabeça, e nem o apoio do público que encheu por completo o gimnodesportivo - entre eles o ex-Presidente da República, Pedro Pires, o primeiro-ministro, José Maria Neves, a ministra da Educação e Desporto, Fernanda Marques, e o ministro da Defesa Nacional, Jorge Tolentino, - foi suficiente para a reviravolta. A vitória estava entregue ao Senegal, que fez a festa do apuramento para o Afrobasket’2013. Agora, basta-lhe vencer a Mauritânia este sábado para conquistar o torneio.
No final, Tó Tavares, um dos treinadores adjuntos, disse que cada jogo tem a sua história, pelo que, desta vez, o Senegal foi claramente superior. Nesta óptica, o técnico reconhece que a selecção ainda apresenta alguma ansiedade, mas também debilidades ao ataque e à defesa. Quanto à finalíssima deste sábado com o Mali, Tó Tavares perspectiva que a selecção nacional vai levar a melhor, pois, não obstante perder contra os malianos na primeira volta, "ganhar as Águias é um objectivo que está completamente ao nosso alcance".
Mas não será uma tarefa fácil porque o Mali tem as mesmas ambições que nós. E estamos em igualdade de circunstâncias - venceu ontem a Mauritânia por 69 – 65, mas não se esforçou muito, a pensar no jogo deste sábado. “O jogo com Cabo Verde é mais importante”, salienta um dos treinadores adjuntos da selecção do Mali, que deverá apresentar-se na máxima força. Até porque um dos seus melhores jogadores, o Mamadou Drame, que se lesionou na partida com o Senegal, já está recuperado. O embate decisivo é às 19h30

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home