Africa Basquetebol

28 abril 2007

MOÇAMBIQUE : Básquete internacional com visitantes da RAS


TENDO como visitante a formação sul-africana do Egoli Magic, decorre entre hoje e amanhã, no pavilhão dos “tricolores”, um Torneio Internacional de Basquetebol de Seniores Masculinos, organizado pelo Maxaquene e contando ainda com a participação da Académica e da Conseng. Esta prova tem como finalidade conferir mais rodagem e competitividade às nossas equipas, numa altura em que, após o Torneio de Abertura, se encontram a caminho da Taça Maputo.

O torneio internacional abre às 16.00 horas, com a realização da partida entre Maxaquene e Conseng, para, a seguir, a partir das 18.00, se defrontarem Académica e Egoli Magic. De acordo com o regulamento da competição, amanhã, jogarão primeiro os vencidos da jornada de hoje, enquanto os vencedores terão o seu frente-a-frente para se encontrar o time que conquistará a prova.
O certame surge pouco tempo após as selecções de Moçambique e da África do Sul terem jogado entre si no Zimbabwe, local onde decorreram as eliminatórias zonais para os Jogos Africanos de Argel. Na ocasião, os sul-africanos levaram a melhor, o que sucedeu pela segunda vez consecutiva no historial dos seus confrontos, depois da caminhada para o Afrobásquete Argel-2005, realizada em Maputo.

Entretanto, prossegue hoje o Campeonato de Seniores Femininos da Cidade de Maputo, prova que conheceu o seu princípio ontem à noite. Para a segunda jornada, nada melhor que o sensacional encontro entre Ferroviário e ISPU, no campo das “locomotivas”, a partir das 17.30 horas, realizando-se o outro desafio no Pavilhão da Universidade, colocando frente-a-frente Desportivo e Maxaquene.

Sobre a partida entre as campeãs e as vice-campeãs, não resta a menor dúvida que se augura um grande espectáculo e ambos os contendores apresentar-se-ão na sua máxima força, pois a dimensão da prova assim o exige. No Torneio de Abertura, ganho pelo Desportivo, as “universitárias” derrotaram as “locomotivas”, tendo estas últimas, agora, a chance de se vingarem, embora seja de reconhecer a imprevisibilidade quanto ao desfecho da contenda.

Assim, teremos o desfile de algumas das melhores jogadoras do país, casos de Carla Silva, ex-ISPU, da regressada de Portugal Deolinda Gimo, Ruth Muianga, Júlia Machalela, Sílvia Langa e Ondina Nhampossa, pelas formação de Carlos Aik, Ana Flávia Azinheira, ex-Ferroviário, Aleia Rachide, Ana Branquinho, Tânia Wachene, Iracema Ndauane e Vaneza Júnior, do lado da equipa treinada por Armando Meque.

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home