Africa Basquetebol

25 agosto 2007

AFROBASKET 2007 : Triplo de Tony Barros rende bronze a Cabo Verde

Selecção cabo-verdiana com o triunfo de ontem acabou por ser a sensação do campeonato

Francisco Carvalho


A Selecção de Cabo Verde conquistou ontem a medalha de bronze do Campeonato Africano das Nações, que hoje encerra em Luanda, ao vencer o Egipto por 53-51, num jogo muito emotivo na ponta final.
O triplo de Tony Barros, a cinco segundos do apito final, levantou os poucos adeptos do arquipélago presente no pavilhão principal da Cidadela Desportiva. Numa final muito escaldante, os jovens do arquipélago espremeram toda a sua energia, quando tudo parecia perdido.
A Selecção do Egipto, mais esclarecida desde o início do jogo, anulava toda a intenção ofensiva de Cabo Verde. A boa precisão nos lançamentos à cesta contribuiu para a vantagem até ao intervalo. 26-32, favoráveis aos faraós, era o resultado. Tony Barros, do lado cabo-verdiano, e Ashraf Rabie, do lado egípcio, comandavam com oito pontos cada as suas selecções.
Após o reatamento, Cabo Verde manteve a mesma toada de perda de bola, imprecisão nos lançamentos à cesta. O técnico angolano, Emanuel Trovoada, altera o sistema táctico e passa a apostar em penetração na zona restrita do adversário. A pontuação começa a crescer e renasce nos jovens do arquipélago a crença da vitória.
Em resposta a ousadia de Cabo Verde, Predrag Bandjarevic, técnico egípcio, coloca dois postes possantes na quadra. Os ressaltos ofensivos e defensivos eram ganhos todos e a pontuação volta a distanciar-se. No final do quarto, seis pontos de diferença mantêm-se desde o intervalo, 39 –45, favoráveis aos faraós.
Cabo Verde volta a quadra mais forte e aperta a defesa. Uma queda do poste egípcio deixa-o lesionado. Era o jogador mais importante dos árabes. Ashraf Rabie. O número quinze abre uma lacuna insubstituível. Egípcios entram em crise de tempo.
Liderados pelo Rodrigues Mascarenhas, Cabo Verde passa a ganhar os ressaltos e aproxima-se do adversário. 51- 50, favoráveis aos egípcios. Uma perda de bola, oferece aos ilhéus a oportunidade de chegar ao pódio. Após a circulação da bola, Tony Barros, bem posicionado fez o lançamento da consagração. Cabo Verde vibra de emoção e as mãos egípcias cobrem as cabeças. Soa o apito final e a alegria invade o pavilhão.

P. Bandjarevic (Egipto) : “É de ficar frustrado”

O técnico da selecção egípcia, Predrag Bandjarevic, disse em conferência de imprensa que se sentia frustrado depois de um jogo de estrema importância como o de ontem, diante de Cabo Verde. O quarto lugar da competição não estava na sua perspectiva.
“É de ficar frustrado depois de um jogo como esse em que tínhamos o controlo total. Viemos com jogadores para competir, apesar de termos muitas dificuldades durante os três meses de preparação. Não estou satisfeito com o quarto lugar”, referiu.
Questionado sobre as causas que ditaram a derrota, Predrag disse que havia muitos problemas dentro da selecção do seu país.

Emanuel Trovoada (Cabo Verde): “É momento de festa”

Para o angolano ao serviço da selecção de Cabo Verde, Emanuel Trovoada, o dia de ontem é histórico para aquele país do Golfe da Guiné, pela conquista do terceiro lugar.
“É um momento de festa e saio daqui como um homem de sorte, depois de 25 anos de ausência no meu país”, disse com lágrimas de satisfação nos olhos.
A conquista desse prémio, segundo Emanuel Trovoada, coloca a selecção de Cabo Verde entre as melhores de África e nos próximos campeonatos será de grande responsabilidade. “A partir de hoje, Cabo Verde será visto não como uma selecção de coitadinhos”, referiu. Emanuel Trovoada.

FICHA TÉCNICA

Com uma assistência de 200 pessoas na Cidadela Desportiva, as selecções jogaram e pontuaram assim:
CABO VERDE: António Moreira (0), Odair Sanches (0), Agildo Cabral (0), Aquiles Semedo (3), Mário Correia (10), António Monteiro (2), Marques Houtman (7), Aldevino Lima (5), Mário Neves (0), Victor Fortes (0), Tony Barros (11), Rodrigues Mascarenhas (15)
Técnico: Emmanuel Trovoada
EGIPTO: Mohamed Moustafa (0), Mohamed El-Garhi (0), Ramy Gunady (8), Wael El Sayed (5), Ibrahim El-Gammal (4), Amir Fannan (8), Mohamed El Einen (0), Sherif Smara (2), Ahmed El Said (4), Kareem Shamseia (8), Tarek El-Ghannam (0), Ashraf Rabie (12)
Técnico: Predrag Bandjarevic.

6 Comments:

Enviar um comentário

<< Home