Africa Basquetebol

11 março 2006

ANGOLA: Jogador Angolano ambiciona a NBA

O extremo-poste angolano Assis da Costa e Silva está a um passo de ingressar na Liga Norte-Americana de Basquetebol Profissional (NBA), depois de ter representado no último verão a equipa da Universidade de Illinois.


Em declarações à imprensa angolana, o basquetebolista (20 anos de idade) disse que neste momento está mais próximo de realizar o seu sonho, por encontrar-se no "college junior" por mais um ano e poder, depois disso, ingressar no principal campeonato.

"Passei o verão com eles (Universidade de Illinois), inclusive treinando com alguns jogadores da NBA, como Williams (Utah Jazz) e outro dos Houston Rocket. Agora penso ir para a universidade grande e graduar-me neste colégio para ascender a divisão 1", explicou.

Segundo Assis Silva, quando chegou à América "não teve a vida facilitada" e ainda assim em 2002 foi chamado para jogar pela Universidade de BYU (Brigham Young University), mas por motivos académicos teve que se mudar para a Snow College de Utah.

"Tive uma boa época e ganhámos pela primeira vez na história desta escola na Conference Championship. Este ano, tudo será diferente, porque com este colégio temos uma equipa espectacular", referiu o antigo basquetebolista do Sevilha de Espanha.

De acordo com o atleta, no actual conjunto, por chamar a atenção de muitos "olheiros" da NBA, poderá ser a rampa para a concretização do seu sonho e cita alguns jogadores que tiveram a sorte de entrar para o principal campeonato de bola ao cesto dos EUA.

"Este colégio chama muita atenção aos managers da NBA. Temos um jogador chinês que é bom na América e foi chamado para ajudar o Memphis (da NBA), por isso toda essa atenção virada para aqui. Realmente, tenho o pé no lugar certo. Só preciso de mais trabalho", disse.

Realçou que manteve o primeiro contacto com o ex-basquetebolista Jean Jacques da Conceição em 2000, época em que esteve ligado a dois emblemas, ao Benfica de Lisboa, durante seis meses, e ao Caja San Fernando de Sevilha (Espanha).

Ao serviço do Sevilha, principal equipa da região da Andaluzia e terceira melhor na Espanha, Assis Silva (de 1`98 metro de altura e 90 kg) foi o segundo melhor marcador do seu conjunto, e o melhor ressaltador e assistente.

Em relação à selecção nacional, o basquetebolista afirmou que será uma honra poder "vestir a camisola de Angola" em qualquer prova, considerando-se mais maduro agora: "Encantar-me-ia ter a oportunidade de ajudar meu País, depois de ter sido chamado para a selecção de cadetes de Espanha".

Com o rosto de excelente lançador à longa distância, fácil a penetrar para o cesto e rápido nos contra-ataques, o extremo angolano foi levado para os EUA pelo seu ex-treinador e convencido pelo amigo e ex-jogador da NBA, Andre Turner.

"Eles convenceram-me que, com a idade que tinha, seria melhor ir à América para receber melhor educação e conhecimentos do desporto. Pagaram-me a viagem e fizeram os arranjos para que pudesse estar aqui", contou, lembrando que durante três anos teve um contrato de júnior na formação espanhola, pelo que não podia receber dinheiro.

Quanto aos treinadores angolanos que estão a beneficiar de um curso de oito meses em Houston (EUA), Assis Silva disse tratar-se de uma oportunidade ímpar e que deve ser aproveitada para o bem do basquetebol nacional.

O extremo-poste, nascido no muncípio do Sambizanga, em Luanda, actua na liga universitária Norte-Americana com nacionalidade espanhola, pelo que está a envidar esforços para conseguir a angolana e assim poder jogar pela selecção nacional, campeã Africana.

Filho de ex-pugilista do Interclube de Luanda Bernardo Simão da Costa Policarpo, o jovem basquetebolista tem garantias de que terá brevemente regularizada a sua situação, como cidadão angolano.

24 Comments:

Enviar um comentário

<< Home